Eventos em Florianópolis têm redução de alíquota do ISS

Florianópolis está mais competitiva na captação de eventos com a redução da alíquota do Imposto Sobre Serviços (ISS) de 5% para 2% para a realização de eventos na cidade. A taxa alta era um dos principais entraves na captação de feiras e congressos, em comparação a outras cidades consideradas concorrentes.
Para Marco Aurélio Floriani, presidente do Floripa Convention e ex-presidente da Abeoc-SC, a redução do ISS sobre os eventos realizados na cidade de Florianópolis foi uma grande vitória do trade turístico da cidade. “Trata-se de uma luta antiga, encampada pela a ABEOC-SC e pelo Floripa Convention, que se mobilizaram para buscar esta redução na alíquota do ISS sobre eventos”, informa. “Além das belezas naturais, de uma ótima infra-estrutura e de um povo hospitaleiro, Floripa agora também possui ISS reduzido para a realização de eventos. Esperamos com esta redução captar mais e melhores eventos para nossa cidade, aumentar ainda mais a geração de emprego e renda, desta forma iremos incrementar a economia local e consequentemente ampliar a arrecadação de impostos para o nosso município”, declara Floriani.
De acordo com o International Congress and Convention Association (ICCA), Florianópolis ocupa o 6º lugar no ranking de cidades brasileiras que mais sediam eventos internacionais. Com a aprovação da lei de redução no ISS, a expectativa do trade é que deve ser ampliada a oferta de eventos e atividades relacionadas, além de contribuir para o aumento no fluxo e tempo de permanência de turistas na cidade e naturalmente aumentar a arrecadação do município.
A secretaria de turismo de Florianópolis, Maria Claudia Evangelista destaca que com a redução do imposto a cidade fica um destino mais competitivo na captação de eventos, equiparado ao Rio de Janeiro, por exemplo. “Ao mesmo tempo, aumentamos a base de arrecadação, incentivando a formalização do setor”, ressalta.
Em vigor desde o dia 23 de janeiro a Lei Municipal Complementar nº 485/2014 é válida para serviços como a exploração de salões de festa, centro de convenções, estádios, ginásios auditórios para a realização de eventos, assim como feiras, exposições, congressos, shows, espetáculos, competições esportivas, entre outros.
Confira na íntegra a lei clicando aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *