Copa cria 48 mil vagas de trabalho entre abril e junho

[Por Panrotas, 07/04/2014]
Entre este mês e junho deverão ser criadas 47,9 mil vagas de trabalho no setor turístico nos Estados das 12 cidades-sede da Copa do Mundo. A estimativa é de estudo da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Segundo o economista Fábio Bentes, da CNC, o número é 60% superior à geração de postos de trabalho nas mesmas localidades no mesmo período de 2013, quando o volume foi de 29,5 mil vagas. Ele destaca, no entanto, que a maioria desses empregos será temporário. “Pouquíssima gente deve ser absorvida depois da Copa, porque o setor de turismo não está indo tão bem neste ano. É natural que depois da Copa, haja um enxugamento dessas contratações, porque são trabalhos temporários mesmo”, disse Bentes.
A pesquisa da CNC toma por base um fluxo de turistas de 3,6 milhões de visitantes circulando pelo País durante a competição. De acordo com a CNC, o setor de alimentação responderá pela maior parte da geração de postos de trabalho. Cerca de 16,1 mil vagas, ou 33,5% do total, deverão ser criadas por bares e restaurantes, que são o principal segmento turístico, segundo a confederação. Os transportes de passageiros deverão abrir 14 mil vagas (29,2% do total), enquanto hotéis, pousadas e similares responderão por 12,3 mil novos postos de trabalho (25,7%). Outros setores gerarão menos vagas, como os serviços culturais e recreativos (3,8 mil) e agências de viagens (1,7 mil).
Em termos de remuneração, as maiores ficarão com as agências de viagens (R$ 1.626). Em seguida, aparecem os transportes de passageiros (R$ 1.449), serviços culturais e recreativos (R$ 1.397), a alimentação (R$ 935) e hospedagem (R$ 900).
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *