Segurança na Copa do Mundo terá investimento de R$ 1,9 bilhão

[Por Portal da Copa , 20/02/2014]
Nesta quinta-feira (20), durante o Seminário das Seleções, no Costão do Santinho, em Florianópolis, foram definidos os esquemas de segurança para a Copa do Mundo, entre os meses de junho e julho deste ano. Representantes da Fifa, do Comitê Organizador Local (COL), dos Ministérios da Justiça e Defesa decretaram um contingente de 170 mil homens para proteger as 32 seleções que virão ao Brasil para a competição. No total, cerca de R$ 1,9 bilhão serão investidos.
Mesmo com as manifestações na Copa das Confederações, em junho do ano passado, o valor não foi alterado: R$ 1,1 bilhão serão provenientes do Ministério da Justiça. O restante, cerca de R$ 708 milhões, partirão do Ministério da Defesa.
“O orçamento foi aprovado por lei e feito com a premissa fundamental de que todo recurso aplicado seja útil posteriormente para as cidades, estados e a segurança cotidiana de cada cidade. Inclusive, o legado antecipado de vários equipamentos já está sendo utilizado em ações concretas”, reforçou Andrei Rodrigues, secretário do Ministério da Justiça.
Com um plano integrando várias áreas de inteligência, o general Jamil Megid Jr., do Ministério da Defesa, afirmou que o exército está preparado, caso haja alguma situação extrema.
“Uma das atividades foi nominada de “forças de contingência”. Os planos se iniciaram em 2011 e sempre houve preparação para que, em caso de situação anormal, numa necessidade que extrapole os meios de segurança pública, as forças armadas sejam acionadas”, disse o general.
Também ficou definido que as 32 seleções terão agentes particulares durante a Copa, todos escolhidos pelo Comitê Organizador Local. Segundo Hilário Mendes, responsável pelo tema no COL, os seguranças foram treinados para acompanhar cada equipe, com o inglês fluente com pré-requisito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *