​Centro de Eventos do CE recebeu mais de 700 mil visitantes em 2013

[Por Mercado e Eventos , 06/02/2014]
O Centro de Eventos do Ceará (CEC) recebeu 707.700 visitantes em 2013, os quais deixaram no estado cerca de R$ 1,9 bilhão, de acordo com dados divulgados pela Secretaria do Turismo do Ceará (Setur). Dos 128 eventos realizados no CEC no ano passado, 58 foram de grande porte. Cada visitante gastou em média R$ 331,24 por dia, durante cerca de 6,6 dias.
O CEC iniciou suas atividades em julho 2012 com o show das cantoras Jennifer Lopez e Ivete Sangalo. “Desde o primeiro semestre de funcionamento, a receita proveniente das mostras, feiras e exposições tem pagado os custos de manutenção”, afirmou Bismarck Maia, secretário do turismo.
Para 2014, já estão programados mais de 60 eventos, destacando-se a reunião de cúpula do Brics, prevista para acontecer após a Copa. “Os impactos vão além do fluxo de visitantes retratados nestes dados, pois toda uma cadeia de negócios surgiu no Ceará em função do Centro de Eventos”, complementa o secretário.
No site do CEC são disponibilizados os valores cobrados para o uso do espaço, de acordo com a natureza dos eventos (técnicos ou sociais). “Se for relevante para o estado, o desconto pode chegar a 50%”, afirmou o secretário.
Segundo ele a agenda está repleta. “Já temos eventos programados até para 2016. Os principais são a Couromoda (Feira Internacional de Calçados, Artefatos de Couro e Acessórios de Moda), a Francal (Feira Internacional de Moda em Calçados e Acessórios) e os simpósios da área médica. Posso dizer que já não há mais espaço para a realização de grandes mostras. Nem nesse ano nem no próximo”, assegurou.
Sobre o projeto de ligação do CEC com o Centro de Convenções Edson Queiroz, Bismarck diz que ainda está em fase de elaboração de escritura acordo que está sendo feito com a Fundação Edson Queiroz. Com a obra, serão acrescentados ao projeto mais duas salas com capacidade para 500 lugares e um auditório.
Para Régis Medeiros, vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-CE), o setor ligado à produção de eventos e prestação de serviços teve que se adequar para atender à demanda. “O turismo de negócios e eventos está se desenvolvendo no estado e é essencial para a qualificação dos serviços como um todo”, afirma.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *