Turismo internacional: um motor para a recuperação econômica

[Por Portal dos Eventos, 07/01/2014]
O número de chegadas de turistas internacionais relatados por destinos ao redor do mundo aumentou em cerca de 41 milhões entre janeiro e setembro, com incremento acima da previsão inicial da OMT e criando um estímulo importante para as economias receptoras.
As chegadas de turistas internacionais cresceram 5% nos primeiros nove meses do ano, atingindo um recorde de 845 milhões em todo o mundo, 41 milhões a mais que no mesmo período de 2012. O percentual foi impulsionado por Europa, Ásia e Pacífico, que viram o número de turistas crescer em 6%.
“O turismo internacional continua a aumentar acima das expectativas e vem apoiando o crescimento econômico em economias emergentes e trazendo apoio necessário à criação de emprego, do PIB e da balança de pagamentos de muitos destinos”, disse o secretário-geral da OMT, Taleb Rifai. “É particularmente encorajador ver os resultados fortes em muitos destinos europeus, onde o setor de turismo é, sem dúvida, um dos motores da recuperação econômica”.
Europa supera expectativas
Na Europa, a região mais visitada do mundo, as chegadas de turistas internacionais cresceram 6% liderada por resultados acima da média, em especial na Europa Central e Oriental (+7%), do Sul e Europa Mediterrânea (+6%). Este resultado supera a previsão inicial para 2013 e é o dobro da taxa média de crescimento do turismo internacional na Europa desde 2000 (2,7% ao ano entre 2000 e 2012).
Ásia e Pacífico (+6%) continuaram a mostrar resultados robustos, reforçado pelo Sudeste da Ásia (+12%). As Américas (3%) apresentaram resultados relativamente mais fracos, com melhor desempenho na América do Norte (4%) e América Central (+3%). Na África (+5%), o crescimento foi impulsionado pela recuperação de países no norte (+6%), enquanto o Oriente registrou apenas um pequeno aumento.
A tendência positiva registrada em chegadas de turistas internacionais se reflete em receitas do turismo por destinos em todo o mundo durante os dez meses do ano. Entre os 25 maiores receptores de turistas internacionais, houve um crescimento de dois dígitos em: Estados Unidos (+11%), Macau (China) (+10%), Reino Unido (18%), Tailândia (+28%), Hong Kong (China) (+21%), Turquia (+13%), Índia (13%), Japão (23%), Grécia (15%) e Taiwan (China) (12%).
Entre os dez principais mercados de origem, a Rússia liderou o aumento. As despesas com viagens ao exterior aumentaram 29% nos primeiros nove meses do ano, graças ao forte crescimento econômico nos últimos anos. Tanto que o país subiu do 12º maior mercado emissor em 2000 para o 5º maior em 2012 (US$ 43 bilhões).
A China, que se tornou o número um do mercado de origem no mundo no ano passado (US$ 102 bilhões), também continuou a ver um crescimento rápido, registando um aumento de 22% nos gastos com turismo emissor até setembro de 2013.
Despesas de saída de outras economias do BRIC também foram fortes no Brasil (15%). O desempenho dos mercados de origem de economia avançada foi comparativamente mais fraco: Canadá (+3%), Estados Unidos (+2%), Reino Unido (+2%) e França (2%) cresceram moderadamente, enquanto a Alemanha relatou crescimento zero e Japão, Austrália e Itália viram declínios nos gastos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *