“Estado será outro depois da Copa”, afirma secretária do Turismo

[Por Jornal do Comércio , 23/01/2014]
A realização de jogos da Copa do Mundo em Porto Alegre vai deixar legado para o turismo gaúcho, assegura a secretária da pasta no Estado, Abgail Pereira. O primeiro ganho é a capacitação do setor de serviços. “A qualificação é o que fica e é um objetivo importante nosso. Queremos receber bem os turistas e mostrar que somos um povo hospitaleiro”, afirma.
Com os holofotes voltados para as cidades-sede, a visibilidade é outra vantagem. “O mundo todo estará olhando para cá. Quem consegue uma publicidade tão grande assim? Vamos conquistar mais este legado: o de fixar a imagem do Estado.” A secretária destaca que o Rio Grande do Sul tem ganhado cada vez mais evidência no setor turístico e que todas as estratégias desenvolvidas para atendimento dos visitantes previstos para este ano é um reforço significativo nas ações que já vêm sendo adotadas. “Ter no setor de serviços pessoal com um segundo idioma é muito importante”, exemplifica.
Os números comprovam o bom momento do turismo gaúcho, que responde por 3,3% do PIB do Estado (R$ 8,4 bilhões), em 2012, segundo avaliação da Fundação Getulio Vargas (FGV). De toda riqueza gerada pelo turismo no País, que alcança R$ 139,8 bilhões, o Rio Grande do Sul é responsável por 6% (e por 5,7% dos postos de trabalho criados para o setor no Brasil). Em 2013, foram inaugurados dez novos hotéis no Estado e a previsão é de que mais 15 sejam inaugurados neste ano. A rede hoteleira não precisa se preocupar com ociosidade de leitos, já que a demanda de turistas é crescente, defende Abgail.
Esses resultados estão intimamente ligados ao desenvolvimento do Rio Grande do Sul, que tem o turismo de negócios como o mais promissor, em decorrência da quantidade de eventos realizados ao longo do ano. “A vantagem dessa vocação para os negócios é que eles não dependem de sazonalidades, tornando o fluxo de turistas permanente ao longo do ano”. O turismo, sustenta Abgail, não é só beneficiado pelo crescimento gaúcho, mas é, também, um dos impulsos para o desenvolvimento.
No calendário oficial da Secretaria do Turismo (Setur), apenas durante o verão, 150 eventos ocorrem em todo Estado. Para divulgar a programação anual, a pasta dividiu o calendário oficial em quatro edições (verão, outono, inverno e primavera). Nos próximos meses, a Setur lançará um calendário extra, detalhando todas as atrações previstas para o período da Copa do Mundo (uma que já está definida é a realização de uma edição extra da Semana Farroupilha em junho).
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *