Rio de Janeiro fecha 2013 com US$ 187 milhões investidos no turismo

[Por Mercado & Eventos, 18/12/2013]
O Conselho de Turismo da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) recebeu, nesta quarta-feira (18/12), o secretário de Turismo do Rio de Janeiro e presidente da Fornatur, Ronald Ázaro, que fez um balanço do turismo em 2013 e as perspectivas para 2014 no Estado. O secretário começou destacando os desafios e projetos da gestão que levou o Rio de Janeiro a realizar os macro objetivos baseados em um tripé.
“Devo colocar a promoção, capacitação e infraestrutura como os principais pilares constatados pela Setur-RJ, em 2013, para a evolução turística de nosso estado. Em âmbito nacional, o Rio teve o privilégio de ter um eleito como presidente da Fornatur, no caso a minha pessoa, fazendo com que nós ficássemos ainda mais próximos ao MTur, buscando mais possibilidades e recursos para os programas de atuação. Em âmbito regional, comemoramos o forte investimento hoteleiro na cidade, que ganhará mais 102 empreendimentos até 2014 (19 novos hotéis somente na Barra da Tijuca) e os US$ 187 milhões injetados em todo o Estado, entre patrimônio público, incluindo o Prodetur, e privado”, destacou.
O secretário de turismo do Rio de Janeiro elogiou, ainda, a atuação do Estado em 2013 na promoção de ações por todo o Brasil, além de colocar o Prodetur como grande pilar na injeção de investimentos realizada no RJ. “Nossa captação de investimentos, com mais de 20 convênios formados, foi bastante positiva nesses 12 meses. Outro ponto que devemos destacar é o recorde nacional de fluxo de turistas, que atingiu os 6 milhões, após patinarmos por um bom tempo na casa dos 5 milhões. Através do MTur, vimos no Prodetur um produto focado na comercialização e fortalecimento de todo o setor turístico, com investimentos que chegaram a US$ 187 milhões anuais somente no Rio de janeiro, abrangendo 52 municípios com ações e benefícios”, frisou Ázaro.
O balanço de 2013 foi bem visto pelo secretário, que afirmou ter todos os projetos turísticos atuais em andamento ou já finalizados. “Existe toda uma monitoração dos investimentos turísticos. Isso está baseado nas obras, pesquisas, promoções, capacitações e planejamento do setor. Dentro desses moldes, estão encaixados os novos CATs, atualização do Plano Diretor Estadual do Turismo e empreendimentos como o Museu de Arte e Som, que teve US$ 27 milhões de investimento público. Além disso, destaco a reforma das estradas de Mauá (38,2 milhões) e a urbanização, saneamento e drenagem da Vila do Abraão, em Ilha Grande (US$ 5 milhões).”
Os projetos que continuarão em 2014, principalmente por causa da Copa do Mundo, foram lembrados por Ázaro, que demonstrou todo seu otimismo em relação ao fortalecimento turístico do Rio de Janeiro. “Estamos com programa de formalização do profissional de turismo em diversos municípios do interior, além da nossa interna qualificação de gestores públicos. Identificação de oportunidades de negócios, capacitações, sinalização turística e campanha do marketing para Copa 2014, são projetos que já estão em fase final para estarmos preparados para os megaeventos. Ainda dentro de nosso tripé fundamental (promoção, capacitação e infraestrutura), destaco os grandes eventos que sediamos com sucesso. É o caso do Rock in Rio, Expocatólica, JMJ e do Réveillon em Ilha Grande, que ainda está para acontecer e pretende ser muito bom”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *