Resorts Brasil alerta para impacto de medida do governo argentino

[Por Hôtelier News, 05/12/2013]
Argentinos poderão deixar de vir ao Brasil nesta temporada de verão 2013/2014. A constatação é da Resorts Brasil, que detectou entre seus filiados a preocupação com a medida tomada nesta semana pelo governo de Cristina Kirchner. A alíquota sobre as compras com cartão de crédito passa de 20% para 35% e quem viajar ao exterior deve adquirir dólares a uma taxa superior à do câmbio oficial.
A sobretaxa argentina, que já existia e é dedutível do Imposto de Renda, passou de 20% para 35%, sendo válida para qualquer viagem internacional, incluindo as realizadas para o Brasil. “Uma medida como essa, às vésperas da alta temporada, tem um efeito extremamente negativo sobre as operações de muitos resorts”, diz Daniel Guijarro, presidente da entidade.
Segundo a associação, “o período não poderia ser mais impróprio para o mercado local, que conta com a presença dos argentinos na alta temporada”. Cerca de 65% dos turistas que saem da Argentina e vêm ao Brasil fazem a viagem entre os meses de janeiro e fevereiro. “Há resorts cuja ocupação chega a 50% de argentinos no verão”, explica Luigi Rotunno, diretor regional da Resorts Brasil para a região Nordeste e diretor geral do La Torre Resort, em Porto Seguro.