Flávio Dino consegue apoio do CNT para abertura de céus

[Por Panrotas, 04/12/2013]
Realizada ontem, a última reunião do Conselho Nacional de Turismo deste ano teve boa parte de seu tempo dedicado às tarifas aéreas. Ao final do encontro, os membros do CNT aprovaram, por aclamação, o envio de uma carta ao Congresso Nacional pedindo alteração na legislação brasileira para permitir o aumento da competitividade do setor no Brasil, por meio do aumento da concorrência. O presidente da Embratur, Flávio Dino, voltou a defender a abertura dos voos nacionais para empresas estrangeiras, como medida para barateamento das tarifas.
Dino mostrou que, entre 2005 e 2012, as passagens de avião subiram 146% acima da inflação, segundo levantamento do IBGE. Ele defendeu as estimativas do IBGE, de que 13 milhões de brasileiros ainda estão ingressando na classe C, além de outros 7,7 milhões nas classes A e B. “Portanto, haverá um natural aumento da demanda por serviços aéreos”, disse o presidente da Embratur. “Se não houver um aumento da oferta, a tendência é que os preços continuem aumentando, pois, com procura alta e oferta baixa, eles tendem a subir”.
O vice-presidente da Abav, Pedro Galvão, elogiou a abertura de um debate sobre o tema no âmbito do Conselho Nacional do Turismo. O presidente da Braztoa, Marco Ferraz, afirmou que é preciso debater casos de abuso de poder econômico das empresas aéreas. A reunião definiu também a criação de um grupo de trabalho, dentro do CNT, para debater a temática da aviação do ponto de vista do turismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *