Especialistas revelam estrutura de cidades que se preparam para a Copa

[Por Portal da Propaganda, 18/12/2013]
Iniciativa inédita no Brasil, o Projeto “Seleção Destinos Brasileiros” foi a principal novidade do Seminário Prêmio Caio 2013, espaço exclusivo e gratuito para network proporcionado pela maior premiação das indústrias de eventos e turismo no Brasil. Produzido pela Eventos Expo Editora, em parceria com a Eventpool, a Atlantica Hotels e a TAM, o projeto visou trazer um panorama das estruturas de 34 cidades brasileiras, em 20 estados antes da Copa, na visão de profissionais especializados dos setores de eventos, contribuindo com dados relevantes para os organizadores de eventos de todo o país.
“Ninguém melhor do que um organizador de eventos para saber avaliar o que um Destino oferece de melhor e, também, quais suas principais carências”, explica Sergio Junqueira Arantes publisher do projeto. “A experiência de coordenar o trabalho de 25 profissionais e, principalmente, saber de suas experiências mostrou que esse trabalho poderia ir além das paginas da Revista Eventos, deveria ser dividido com o maior número de interessados. Por isso, as palestras, também, serão disponibilizadas nos Canais do Prêmio Caio no Youtube e em seu próprio Portal Prêmio Caio”.
Durante o Seminário Prêmio Caio, vários profissionais trouxeram detalhes sobre suas visitas técnicas. Mateus Couto Passos, da Tour House falou sobre as cidades de Vitória e Guarapari (ES). “Vitória tem atrativo visual. Oferece boas empresas de audiovisual e cenografia. A qualidade dos táxis chamou a atenção, são novos e os motoristas bem treinados. A parte logística aérea é bem servida e Guarapari está bem direcionada para o turismo” comentou. Para Passos, a receptividade de Vitória foi ótima. “Com certeza vou indicar a cidade para os meus clientes fazerem eventos”.
Eduardo Trench, da FTA, visitou São Luis e Lençóis (MA). Sua apresentação destacou em fotos alguns pontos turísticos e curiosidades da capital maranhense. “Negócios e turismo caminham juntos em São Luís. É uma cidade muito amiga e os eventos e shows estão indo para a cidade aos poucos. Ela tem atrativos o ano todo para todos os gostos. São 95 locais para a realização de eventos”, enfatizou.
Fabiana Schaeffer, da Netza Comunicação, falou sobre Salvador (BA). “É a cidade que recebe o maior evento do Brasil, quiçá do mundo, que é o Carnaval. Está totalmente preparada para receber eventos. O povo sabe como receber o turista. Eles precisam, vivem de turismo”, disse. Fabiana convidou o público a fazer o mesmo caminho que ela percorreu, mostrando um pouco do histórico da cidade e as estruturas de casas e hotéis para eventos e turismo. Destacou ainda a segurança do Pelourinho à noite. “Senti-me segura e bem acolhida em Salvador”.
Brasília (DF) foi o destino visitado por Fernando Procópio, da Procópio Ferraz Construção de Eventos. Em sua palestra sobre “Por que escolher Brasília para realizar um evento?”, enumerou 11 vantagens da cidade, entre elas a localização geográfica, a malha aérea, a rede hoteleira, a cultura e a gastronomia. Falou sobre os centros de convenções, destacou individualmente as características dos locais visitados e comentou o que ainda precisa ser melhorado.
“Maceió que nós queremos” foi o tema da palestra do diretor da People Mais, Edmundo Monteiro. Ele analisou a cidade quanto a sua potencialidade para destino de incentivo e acredita que a capital alagoana tem potencial, mas ainda não está preparada. “Falta principalmente capacitação profissional para que as pessoas tenham uma experiência inesquecível”, disse.
Djanira Dias, da 2D Promoções, nomeou a sua palestra como “Uma baiana em Curitiba”. “Escolhi este destino pelos contrastes de clima e o geografia que ele apresenta”, comentou. A sua avaliação sobre a cidade foi positiva: elogiou hotéis, mobilidade e o cuidado com a limpeza e o verde da capital paranaense.
Para falar sobre São Paulo (SP), foi convidada a mineira Alexa Carvalho, da Etc & Tal. “São Paulo é realmente a cultura do junto e misturado”, afirmou. Em um passeio histórico pela cidade, Alexa encontrou gente de todas as idades e classes sociais juntas. Para ela, a capital paulista é, inegavelmente, o maior e mais importante destino de eventos, mas para promover experiências positivas e memoráveis é preciso pensar, por exemplo, na distância de alguns locais para eventos, longe de aeroportos e de hotéis, especialmente devido ao problema do trânsito. “Fiquei surpresa com a estrutura de alguns espaços, como o auditório Ibirapuera, que tem qualidade impecável para os eventos que acontecem dentro e fora dele”, avaliou.
Marília Lobo, da Fina Ideia Comunicação, avaliou o potencial da cidade do Rio de Janeiro (RJ) e teve como principal desafio mostrar, de forma crítica, a estrutura para eventos da cidade. Para isso, sua palestra utilizou três blocos de experiência: o mar; versatilidade e infraestrutura; e, sensorial, cultural e colonial.
Tatiana Marques, da TMCE, visitou Fortaleza (CE) e classificou os espaços visitados como centro de eventos, complexo de eventos, espaço para eventos, centro de convenções, salão de eventos, salão de eventos e gastronomia, de acordo com as suas capacidades para organizar eventos. Aproveitou para fazer alguns alertas sobre a segurança da cidade, que, segundo ela, é preocupante, citou o Theatro José de Alencar, que está se deteriorando, e afirmou também que deve haver uma melhor integração entre organizadores de eventos e prestadores de serviços para melhorar o Centro de Eventos do Ceará, inaugurado há pouco tempo, mas já com bastante deficiência no atendimento ao público.
Julio Urban, diretor da Idealiza Eventos, destacou as características de cada espaço para evento e hotéis visitados em Foz do Iguaçu (PR) e disse que a cidade “é um destino pronto para eventos”.
Rodrigo Cordeiro, da Acqua Consultoria, falou sobre sua visita a Aracaju (SE). ‘Um povo hospitaleiro de expressão serena e uma gastronomia encantadora. A orla revitalizada abriga boa parte dos hotéis e restaurantes de destaque. A visita ao Mercado Municipal pede a degustação obrigatória de castanha e queijo”.
Joinville, Jaraguá do Sul e Blumenau (SC) foram temas da palestra de Silvana Panella, da Aquarius Eventos e Viagens de Incentivo. Com destaque para o Caminho dos Príncipes, Silvana fez um levantamento sobre os principais espaços da região, como os centros de eventos, hotéis e pontos turísticos das três cidades visitadas.
Sonia Winter, da S. Winter Eventos Especiais, falou sobre Porto Alegre (RS) e enfatizou que, com a proximidade da realização da Copa do Mundo, a cidade está em obras, principalmente em ruas e avenidas. “Mas possui ótimas opções para receber eventos e agradar os turistas”.
Odilon Machado, da Átomo Comunicação, visitou e se surpreendeu com Cuiabá (MT). “Uma capital pujante que vem crescendo muito em decorrência do evento esportivo mundial da Fifa próximo, mas que também investe no reconhecimento como um dos principais polos turísticos do país”.
Ronaldo Bias Ferreira Jr., da Agência Um, palestrou sobre Belo Horizonte (MG). Além de destacar os principais centros de evento da capital mineira, como o Minascentro e o Expominas, o executivo convidou o público a conhecer o Inhotim, o maior museu a céu aberto do mundo, que fica na cidade de Brumadinho, a 60km de Belo Horizonte.
Já Toni Coelho, da Conceito, falou sobre Campo Grande e Bonito (MS). “Conhecida pelo turismo ecológico, a cidade de Bonito merece o nome que tem. É muito bem cuidada e o respeito à natureza está em toda parte”. Sobre Campo Grande, brincou “É grande em tudo – das belezas ao coração do seu povo”.
As palestras aconteceram no Expo Center Norte, com acesso gratuito a profissionais, estudantes e demais interessados e foram gravadas para serem em breve disponibilizadas nos canais do Prêmio Caio no Youtube, no Facebook e no Portal Prêmio Caio.
Os detalhes completos sobre cada um dos destinos contemplados pelo Projeto Seleção Destinos Brasileiros estão publicados na edição nº 70 da Revista Eventos – www.revistaeventos.com.br.
Sobre o Prêmio Caio
Criado em 1999, o “Oscar” dos Eventos no Brasil premiou, neste ano, 42 empresas especialistas em eventos, marketing promocional, cenografia, infraestrutura e viagens de incentivos. Os vencedores em Ouro, Prata e Bronze foram revelados no último dia 10 de dezembro, durante a Noite do Jacaré, no Expo Center Norte, em São Paulo e podem ser conhecidos no site da premiação: www.premiocaio.com.br.
O Prêmio Caio é realizado pela Eventos Expo Editora, coordenado por um Conselho Diretor composto pelas organizações: ABIH, ABRACCEF, ACADEMIA, AMPRO, CBCVB e UBRAFE, e apoiado oficialmente pelas principais entidades representativas dos segmentos de eventos, promoção comercial, marketing promocional e turismo de negócios: ABBTUR, ABEOC, ABETAR, ABLA, ABRACORP, ABRACE, ABRAFEC, ABRAJET, ABRASEL, ABREMAR, ADVB, ANETUR, BRAZTOA, FBHA, FENACTUR, FOHB, FORNATUR, IBEV, IFEA BRASIL, OBME , RESORTS BRASIL, SINDEPAT e SINDIPROM.