Competitividade: MTur premia municípios do Centro-Oeste

[Por MTur, 11/12/2013]
Cáceres (MT), Campo Grande e Corumbá (MS), Goiânia e Pirenópolis (GO) obtiveram os melhores resultados entre os municípios da região Centro-Oeste avaliados no Índice de Competitividade do Turismo. O indicador foi criado pelo Ministério do Turismo, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) e o Sebrae, para medir o estágio de desenvolvimento dos destinos turísticos do país. As cidades fazem parte de um seleto grupo de 18 municípios premiados com a melhor evolução pelo MTur.
Corumbá está entre as não capitais com a maior evolução no índice geral (9 pontos, comparado com 2011), alcançando 57,7 pontos, em uma escala de 0 a 100. O município também teve o maior progresso em políticas públicas, monitoramento e aspectos culturais. O MTur investiu quase R$ 4,4 milhões na obra de revitalização da estrada parque Pantanal, que dá acesso a hotéis, pousadas, fazendas e restaurantes da região. “São intervenções que melhoram a infraestrutura não apenas para os visitantes, mas para os moradores locais”, disse o secretário nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo, Fábio Mota.
Ainda no Mato Grosso do Sul, a capital Campo Grande teve a maior evolução em serviços e equipamentos turísticos (11,2), alcançando 68,7 pontos. A cidade também foi a que mais avançou em atrativos turísticos (12,4), alcançando 50,9 pontos.
A maior evolução em políticas públicas (21,3) foi registrada na cidade de Goiânia, com 46,1 pontos. Nas variáveis marketing e promoção do destino, as notas da capital goiana e do município de Pirenópolis também se destacaram. Como parte do processo de revitalização do centro de Goiânia, a Vila Cultural recebeu investimentos de R$ 3,9 milhões do MTur. O local dispõe de teatro, espaço para exposição de arte e centro de atendimento ao turista.
No Mato Grosso, o município de Cáceres teve a maior evolução em cooperação regional (12,2), alcançando 54,1 pontos. O indicador revela o progresso do destino em ações de fortalecimento da governança local, planejamento turístico da região e roteirização, por exemplo.
Método de avaliação
Para medir a competitividade dos destinos, o estudo divide os municípios entre capitais e não capitais. São avaliadas 13 variáveis em 65 municípios, incluindo todas as capitas brasileiras. O Índice de Competitividade foi lançado em 2008 e está em sua quinta edição.
As variáveis pesquisadas são: Infraestrutura Geral, Acesso, Serviços e Equipamentos Turísticos, Atrativos Turísticos, Marketing, Políticas Públicas, Cooperação Regional, Monitoramento, Economia Local, Capacidade Empresarial, Aspectos Sociais, Aspectos Ambientais e Aspectos Culturais.
Clique aqui para ouvir declaração do ministro Gastão Vieira sobre a importância do Índice de Competitividade do Turismo Nacional.
VEJA TAMBÉM
Municípios premiados da região Sul
Municípios premiados da região Norte
Municípios premiados da região Nordeste
Municípios premiados da região Sudeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *