1ª Feira Nacional de Peixe Nativo é realizada no Mato Grosso

A organização da 1ª Feira Nacional de Peixes Nativos prevê que 400 pessoas participem do evento realizado nos dias 3 e 4 de dezembro. Palestras e exposições serão oferecidas aos participantes. Parte deles é piscicultor e conforme a Associação de Aquicultores de Mato Grosso (Aquamat), o Estado tem 1.200 produtores de peixe, dos quais 90% são considerados de pequeno porte.
Este é mais um evento que conta como empresa organizadora a A2 Eventos Empresariais. A empresa venceu a licitação e apoiou a organização do mesmo. Para Joel Klimaschewsk da A2 Eventos, este será em breve um grande evento para o setor, e Mato Grosso através do SEBRAE sai na frente inovando e fomentando seu desenvolvimento.
A feira está incluso na programação do Sebrae em Mato Grosso e será realizado no Centro de Eventos do Pantanal, das 8h ás 18h.
Produtores de peixe e alevinos, alunos, empresários das indústrias de ração, máquinas e equipamentos terão a oportunidade de conhecer novas tecnologias para a atividade, prestigiar as exposições de tanque-rede e participar do lançamento do livro: Como Iniciar sua Piscicultura com Espécies Regionais, de Francisco das Chagas de Medeiros e Adair José de Moraes.
A gestora do Projeto de Piscicultura no Sebrae em Mato Grosso, Valéria Louise da Silva Pires, está confiante no evento. “Os eventos realizados pela entidade para este segmento sempre foram um sucesso”.
Alguns casos de sucesso da Baixada Cuiabana e do Pará serão apresentados. “Serão piscicultores falando de suas experiências para outros piscicultores. Nós enxergamos isso como algo positivo. Ouvir quem deu certo aumenta a vontade de fazer dar certo”.
A realização da feira é o fechamento de um “ano de ouro” para o Sebrae e a unidade de Agronegócio, comemora Valéria.
Palestras – Durante as palestras, será discutida a aprovação da lei 9.933, publicada no dia 07 de junho de 2013, que beneficia os pequenos piscicultores, dispensando o licenciamento ambiental e pagamentos de taxas para pisciculturas com até 5 hectares de lâmina d’água em tanque escavado e represa ou de 10.000 m³ de água em tanque-rede.
Será falado também dos benefícios da liberação do Parque Aquicola do Manso, que possibilita a produção em tanque-rede e o aumento da produção na região.
Os expositores que já confirmaram presença na feira são: VB Rações, Pap Rações, Bom Futuro, Manso Aquicultura, Engepesca , Escama Forte, Piscicultura Buriti, Têxtil Sauter e Aquamat.
Programação – No dia 3 de dezembro acontecem as palestras: Situação atual da produção do pirarucu; Legislação ambiental em nível federal da Aquicultura; Panorama da industrialização do pescado; Melhoramento genético do tambaqui e seus benefícios; e Desafios e oportunidades da piscicultura na Amazônia legal. Será apresentado os Casos de Sucesso – Produção de Peixes em Sistema Extensivo; e as visitas nos estandes dos expositores.
No dia seguinte, acontecem as palestras sobre: Exigências Nutricionais de Peixes Nativos; Aquaponia; Registro do Aquicultor; e Boas práticas de manejo na criação de peixes. No dia será lançado o livro: Como Iniciar uma Piscicultura com Espécies Regionais. E Casos de sucesso – Produção de peixes em tanque-rede.
[Por Agência Sebrae, 03/12/2013]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *