"Entendendo o marketing pessoal"

[Artigo de Abdon Barretto Filho, diretor da Rede Plaza e economista – Revista Hotéis, 07/11/2013]
Antes da utilização do Marketing Pessoal é importante entender qual o verdadeiro significado do Marketing. Marketing não é propaganda enganosa, assim como não é querer tirar vantagem em tudo. O verdadeiro Marketing representa uma filosofia de trabalho que envolve tudo e todos de uma organização econômica com ou sem fins lucrativos.
São todas ações no mercado que visam a captação e manutenção de cliente numa relação “ganha-ganha” mais duradoura possível. Se possível, eterna. Logo, é indispensável entender “ o outro” para realizar as trocas.
Deve ser responsável, ético e ter percepção de valor suficiente para manter o relacionamento. Infelizmente, ainda existem pessoas que acreditam que fazer “um marketing” é tirar vantagem e/ou prometer e não cumprir, mentindo e enganando. Isto não é Marketing e é passível de punições.Atualmente, o Marketing ultrapassa o mundo corporativo e torna-se importante referencial para as pessoas físicas.
Para os interessados que precisam ocupar melhores posições pessoais e profissionais e, principalmente, para os entrantes na Economia de mercado, o Marketing Pessoal tem como bases as competências, as habilidades e atitudes na vida pessoal e profissional. Começa a partir do momento que ingresse no mercado de trabalho e tem a estrutura pessoal como fundamental.
O profissional que busca oportunidades deve desenvolver a qualidade de seu posicionamento pessoal perante outras pessoas, buscando comunicação interpessoal e redes de relacionamentos, cuidando da sua imagem pessoal (física e comportamental). O “Eu” como produto deve ter planejamento estratégico, tática e operação visando atingir os objetivos. É indispensável entender seus pontos fortes e pontos fracos.
Ter consciência de suas capacidades e competências técnicas adquiridas com estudos e experiências profissionais. Deve determinar suas áreas de interesse e estar preparado para aproveitar as oportunidades. É óbvio que a capacidade de adaptação ao meio empresarial que trabalha ou que pretende trabalhar é a condição para manter-se e progredir na organização econômica. Estão comprovadas as situações lamentáveis de pessoas que são contratadas pelas propostas encantadoras e demitidas pelas incapacidades de implantações e de relacionamentos inadequados.
O Marketing Pessoal é o resultado de trabalho e a vontade de fazer bem e o correto no exercício do poder do seu cargo e/ou função. Marketing Pessoal é o resultado da participação na busca da harmonia no grupo social em que participa. Marketing Pessoal é o resultado das realizações e relacionamentos. Não é entrar e sair da moda. É continuidade e coerência durante a vida.
O Marketing Pessoal é legítimo. O valor do comportamento que gera o reconhecimento pelo grupo social, pela empresa ou entidade e pela comunidade. O Marketing Pessoal não é fácil, exigindo trabalho, talento e visão de cada oportunidade que se apresenta. Será? Respeitam-se todas as opiniões contrárias. São reflexões. Podem ser úteis. Pensem nisso.