Turismo do Rio Grande do Sul tem nova marca promocional

[Por Revista Eventos, 01/09/2013]
A Secretaria do Turismo do Rio Grande do Sul (Setur) apresentou na noite da última sexta–feira (27), no Galpão Crioulo do Palácio Piratini, em Porto Alegre, a nova marca que irá promover o Estado como destino turístico. O evento marcou o Dia Internacional do Turismo e contou com a presença do governador Tarso Genro, da titular da Setur, Abgail Pereira e de vários representantes do setor turístico gaúcho, incluindo o secretário municipal de Porto Alegre, Luiz Fernando Moraes.
A intenção é englobar o turismo de negócios, de compras, ecológico, de aventura, rural, social ou de lazer. “A cuia simboliza a hospitalidade e sociabilidade do povo gaúcho. É um elemento tradicional e representativo do Rio Grande do Sul e, mais do que isso, é um ícone da nossa cultura, o chimarrão, que é compartilhado pelos amigos e oferecido aos recém–chegados. Queremos transformar esse reconhecimento do Estado como terra hospitaleira em nosso cartão de visitas”, disse Abgail.
Conforme a equipe técnica da Setur, o conceito Rio Grande do Sul – Um Grande Destino engloba o conjunto de regiões que compõem o Estado, incluindo paisagens bucólicas mas também polos tecnológicos e de negócios, grandes cidades e também pequenas localidades agrícolas. As ações serão direcionadas para alguns públicos-alvos em países como Uruguai, Argentina, Peru, Estados Unidos, Portugal, Áustria, Suíça e Alemanha.
A meta é trabalhar com grupos especializados e não para o grande público, pelo menos no primeiro momento. “Não adianta despertar o interesse nestes mercados se a agência ou operadora não tiver informações”, informa o gaúcho Uwe Wilhelm Wagner, da Waimex, sediada na Alemanha e uma das empresas responsáveis pelo promoção internacional do Rio Grande do Sul na Europa. Ele ressalta que as áreas de enfoque serão o turismo de lazer e negócios. O estado também será divulgado em órgãos ligados a intercâmbios e imprensa.
O planejamento inclui a distribuição de material on-line para companhias aéreas e entidades internacionais de divulgação de destinos, apresentando os produtos mais interessantes para cada mercado e foco de interesse. “Queremos que as operadoras de turismo da Europa e dos Estados Unidos apenas baixem o fluxo um pouco mais para o sul, integrando o estado nos pacotes vendidos”, diz ele.
Wilhelm disse que o destino RS é vendável e possui atrativos como gastronomia, a natureza – o maior complexo de cânions do mundo –, os vinhos, através do Vale dos Vinhedos, e negócios. “Vamos começar a fazer um trabalho de mapeamento qualitativo, sabendo exatamente quais são os públicos dentro destes mercados que vão querer operar com o Rio Grande do Sul”, completa. “O gaúcho precisa acreditar um pouco mais no seu potencial, que é possível receber turistas de qualquer parte do mundo. Temos de ser uma porta de entrada, porque no sul do Brasil temos a melhor malha aeroviária”, conclui.
Plano Diretor
“O Estado há muito carecia de uma política pública que de fato organizasse, que oferecesse, ao setor um marco a partir do qual agir em conjunto. Fico muito feliz que isso tenha ocorrido sob a liderança da Abgail Pereira. Sempre soubemos que ela era da área e que tinha vontade de transformar. É uma grata constatação ver aquele potencial agora tornar–se realidade”, ressaltou o governador Tarso Genro na abertura do evento.
Uma das proposições do Plano Diretor do Turismo implementado em 2012 era desenvolver, na área do marketing, uma marca que criasse uma identidade para o turismo do Estado. “A nova marca do turismo gaúcho tem o objetivo central de ampliar a visibilidade do turismo regional dentro de um contexto de marcas de lugares ou países, também conhecido como place branding, ou promoção de local”, explicou a secretária Abgail.