Feiras de negócios movimentam mais de R$ 16 bilhões na cidade de São Paulo, revela pesquisa da FIPE

[Por Segs, 22/10/2013]
Pesquisa inédita “Avaliação do Impacto das Feiras de Negócios na Cidade de São Paulo”, elaborada pela FIPE – Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, em parceira com as entidades UBRAFE, SINDIPROM/SP e SINDIEVENTOS-SP/RJ, divulgada nesta terça (22), no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo, apontou que as feiras de negócios movimentam anualmente cerca de R$ 16,3 bilhões na cidade de São Paulo em bens e serviços.
Ainda de acordo com o estudo, o setor de promoção comercial é caracterizado por uma sazonalidade bienal, sendo que em média ocorrem 803 eventos por ano na capital paulista, com um público de mais de 8 milhões de visitantes. Considerando de forma contínua e individual os dias de realização de eventos na região metropolitana de São Paulo em 2012, foi calculado um total de 2.280 dias de visitação a eventos e 6.840 dias de ocupação de espaço, considerando a montagem, a realização e a desmontagem.
“O objetivo principal deste trabalho foi dotar a UBRAFE, SINDIPROM/SP e SINDIEVENTOS de números que permitam planejar de maneira mais adequada com os vários agentes envolvidos o desenvolvimento e fortalecimento do setor, além de avaliar a importância do segmento e divulgar estas informações para a sociedade”, afirma Armando Campos Mello, presidente executivo da UBRAFE e diretor do SINDIPROM/SP.
Após o término da apresentação da FIPE, foi oficialmente lançada a edição de 2014 do Calendário UBRAFE “Principais Feiras de Negócios do Brasil”, considerado a maior referência do setor de promoção comercial para empresas de todos os portes.
Espaços para feiras e eventos
A atividade dos promotores implica em termos anuais na locação de espaços da ordem de 4.410,485 m2 dos locais de eventos, disponibilizando para locação por parte dos expositores uma área líquida de 2.762.369 m2. Ao faturamento obtido com a comercialização desta área deve-se juntar a outras fontes de renda, como bilheteria, merchandising e fornecimento de serviços, totalizando um faturamento anual de R$ 1.646.548.684. Empresas de Montagem de Estandes e Infraestrutura totalizam um faturamento anual de R$ 1.582.837.322.
Expositores
A pesquisa também apontou que os expositores investem anualmente uma média de R$ 8.970.516.684 para a participação em feiras de negócios e eventos. Este investimento envolve o custo do espaço (metro quadrado e montagem), os serviços necessários para participação na feira (design, decoração, segurança, limpeza, alimentação e etc.), os custos de logística e transporte de material e equipamento, os gastos com a equipe no stand (hospedagem, alimentação, transporte etc.), os gastos com promoção e outras despesas.
Turismo de negócios
Considerando-se os viajantes participantes de feiras de negócios (visitantes e pessoal de estandes), a pesquisa revelou que este público injeta um total de recursos de pouco mais de R$ 4 bilhões nas atividades da cadeia de turismo na cidade de São Paulo. Os dados da cadeia de hospitalidade implicam na utilização de mais de 6,5 milhões de unidades habitacionais – uma média de quase 18 mil por dia.
A partir destes valores, a pesquisa concluiu que cerca de um terço dos quartos existentes na cidade são destinados aos participantes de feira de negócios e eventos, chegando à metade se considerada a base efetivamente ocupada nos hotéis. Além das despesas locais de R$ 4 bilhões, os gastos dos viajantes totalizam mais de 2,5 bilhões considerando transporte aéreo e locação de auto e transporte terrestre de longa distância.
Transporte Aéreo
O volume anual de passagens aéreas totaliza 5.379.923 trechos.