Conselho baiano de turismo defende abertura do mercado aéreo

[Por Aquarela 2020, 25/10/2013]
A proposta de Céus Abertos, defendida pelo presidente da Embratur, Flávio Dino, ganhou apoio do presidente do CBTUR (Conselho Baiano de Turismo), Silvio Pessoa. A proposta consiste em permitir a operação de empresas estrangeiras em realizarem voos domésticos no Brasil. Com aumento da concorrência entre as empresas, o mercado tende a atingir uma tarifa média menor.
Pessoa afirma que , no último verão, as companhias aéreas “aumentaram violentamente os preços dos bilhetes entre dezembro de 2011 e carnaval de 2012 gerando uma queda de ocupação na rede hoteleira da Bahia de ordem de 20% em relação aos mesmos períodos anteriores”. De acordo com Pessoa, o fato levou o secretário de Turismo da Bahia, Domingos Leonelli, a chamar uma reunião com os demais secretários de estaduais de Turismo em que foi debatida a proposta de abertura do céu brasileiro a empresas estrangeiras.
Pessoa afirma ainda que, se mantido s os preços altos, o “ turismo do Nordeste vai acabar jogando no lixo todo o investimento financeiro” já feito na região para promover e divulgar os destinos turísticos da região. “O turista não viajará pelo Brasil e o prejuízo financeiro e institucional que o Brasil terá, vai exigir anos de investimentos para recuperar um trabalho que vinha colhendo resultados positivos”, concluiu o presidente do CBTUR.