Cadastur tem novos registros de hospedagens alternativas

[MTur, 03/10/2013]
O número de hospedagens alternativas registrados no Cadastur, o Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos, do Ministério do Turismo, cresceu 33% em 2013. Hoje registra 203 meios de hospedagens, sendo 114 albergues e 89 cama e café.
O Cadastur conta hoje com 45.500 prestadores de serviços de turismo cadastrados, conforme levantamento do Ministério do Turismo em setembro de 2013. Em julho do ano passado eram 28 mil cadastros.
“As hospedagens simples, como albergues, são uma alternativa aos hotéis, especialmente pelo preço, que é mais barato”, explica o coordenador-geral de serviços turísticos, Jair Galvão.
Os novos albergues investem em boa arquitetura, cultura e serviços adicionais. É o exemplo do hostel F Design, da rede Hi Hostel, em Salvador. Há cinema para os hóspedes, quartos com decoração especial e lista de músicas no rádio do quarto. O empreendimento tem capacidade para 64 pessoas, com diárias que variam de R$ 50, na baixa temporada, a R$ 65, na alta. “Costumamos dizer que não vendemos quarto, vendemos experiência”, afirma Pedro Albuquerque, do F Design hostel.
O Hostel 7, de Brasília, oferece aos hóspedes quartos inspirados em personalidades que construíram a capital, como Burle Marx, Athos Bulcão, Lúcio Costa e Oscar Niemeyer. O hostel tem capacidade para 38 pessoas e diárias em torno de R$ 90. De acordo com André Perotto, que é sócio e gerente do albergue, o Hostel 7 vem sendo uma alternativa a funcionários de governo que não tem uma diária alta.