ABEOC Brasil – RJ participa de encontro para discutir defesa do consumidor na Copa do Mundo

Ações de proteção ao turista em suas relações de consumo, prevenção de eventuais conflitos e definição de procedimentos de contingenciamento e solução de demandas foram alguns dos temas debatidos por representantes do governo federal, estadual, municipal e entidades da iniciativa privada em reunião do Comitê Técnico de Consumo e Turismo do Ministério da Justiça realizada na sede da Secretaria de Estado de Turismo do Rio de Janeiro, na quinta-feira (03.10). A ABEOC Brasil esteve representada pela vice-Presidente da ABEOC Brasil – RJ, Adriana Corrêa Homem de Carvalho. A cidade do Rio de Janeiro foi a primeira a sediar o encontro, que também será promovido nas demais cidades-sedes da Copa do Mundo de 2014.

A mesa do evento foi composta por:

  • Juliana Pereira da Silva – Secretária Nacional do Consumidor
  • Ronald Azaro – Secretário de Turismo do Estado do Rio de Janeiro
  • Claudio Magnavita – Subsecretário de Turismo do Estado do Rio de Janeiro
  • Flavio Citro Vieira de Mello – Tribunal de Justiça – RJ
  • Alexandre Sampaio – Presidente da ABIH
  • Cidinha Campos – Deputada Estadual e Secretária de Estado de Proteção de Defesa do Consumidor do Rio de Janeiro
  • Leandro Garcia – Embratur
  • Italo Mendes – Ministério do Turismo

Foram tratados temas como hospedagem, transportes urbano, terrestre e aéreo, serviços de bares e restaurantes, dentre outros. Segundo a Secretária Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça, Juliana Pereira, o objetivo é formar uma rede entre as entidades envolvidas na atividade turística.
“Vivemos um momento peculiar na defesa do consumidor com a criação de vários comitês e câmaras que auxiliam no trabalho. A proteção ao consumidor é cada vez mais importante, já que a imagem que o consumidor turista tem do lugar que visita está intimamente ligada ao tipo de serviço que ele recebeu. A Copa de 2014 será uma grande oportunidade para o Brasil divulgar a qualidade de seus serviços e o respeito ao consumidor”, disse Juliana.
“Como órgão do Governo Federal responsável pela promoção turística do Brasil no mercado internacional, entendemos que a qualidade do atendimento aos turistas irá impactar diretamente na imagem que o visitante estrangeiro levará do país depois dos grandes eventos. Neste sentido, acreditamos que iniciativas preventivas para garantir o direito desses consumidores resultarão em resultados do legado da Copa do Mundo de 2014”, disse o assessor da Presidência da Embratur, Leandro Garcia.
Para a Copa do Mundo, são esperados 600 mil turistas estrangeiros e três milhões de visitantes brasileiros, que irão gerar uma receita de R$ 25 bilhões somente no período do evento. “Os grandes eventos esportivos irão contribuir para que superemos a marca de 10 milhões de turistas estrangeiros no Brasil em 2020”, concluiu.
O encontro contou com a participação de membros do Comitê Técnico, representantes do mercado de turismo e órgãos de defesa do consumidor. Durante a reunião, Juliana Pereira destacou os três pilares importantes para que o turista se sinta bem acolhido e com desejo de retornar ao destino: qualidade, transparência e bom atendimento. Lembrou, ainda, a importância de conhecer as competências e atribuições de cada um dos envolvidos na atividade turística para que as ações sejam feitas de forma integrada e da maneira mais rápida possível, diminuindo a insatisfação do consumidor turista.

Itens debatidos

Fizeram parte da pauta da reunião o diagnóstico dos serviços tais como hospedagem; locais de retirada de ingressos; alimentação e bebidas; transporte urbano e interestadual; e transporte aéreo.
A segunda questão debatida fez referência aos procedimentos de contingenciamento como pontos e fluxos de atendimento ao consumidor turista, implantação do livro de reclamações e identificação dos responsáveis em cada órgão público e associações do mercado.
O terceiro item abordado foram as ações de formação e educação que incluem a elaboração de material educativo voltado para os consumidores turistas em três idiomas (português, espanhol e inglês).
Por último, foi discutida a criação da Câmara Técnica de Consumo e Turismo do Rio de Janeiro com o objetivo de elaborar e implementar as ações no âmbito local.
O Comitê Técnico de Consumo e Turismo do Plano Nacional de Consumo e Cidadania (Plandec), criado pela presidenta Dilma Rousseff em março deste ano,  é coordenado pelo Ministério da Justiça e tem como membros os Ministérios do Turismo, da Saúde, dos Transportes, a Secretaria de Aviação Civil, a Embratur, a Anac, a Infraero, a ANTT e a  Anvisa.
(Com informações da Embratur)
[Publicado por Revista Eventos, 14/10/2013]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *