Entrada de turistas cresce 5,5% em agosto

[Por Aquarela 2020, 12/09/2013]
A entrada de turistas estrangeiros no Brasil cresceu 5,5% no mês de agosto, segundo dados preliminares da Polícia Federal, levando em consideração apenas os ingressos via transporte aéreo. Os dados colocam o Brasil em sintonia com o nível de crescimento mundial, que ficou em 5%, segundo dados preliminares da OMT (Organização Mundial do Turismo). “Estamos em um caminho seguro este ano para romper a barreira dos 6 milhões de estrangeiros/ano pela primeira vez na história do país”, comemora o presidente da Embratur, Flávio Dino.
Os aeroportos que registraram as maiores altas na entrada de estrangeiros foram os de Brasília (8,7%), Rio de Janeiro (6,7%) e São Paulo (5,2%). Os país que apresentaram maior crescimento no envio de turistas para o Brasil foram o México – com 32% a mais que em agosto do ano anterior – e Colômbia, que teve um crescimento de 30,4%. “O aumento da entrada de mexicanos e colombianos chama a atenção porque mostra a consolidação de um movimento”, na avaliação do presidente da Embratur. Já havia ocorrido aumento de 103,5% na entrada de mexicanos no mês de julho e de 77,7% no mês de junho.
“São novos mercados que vêm se consolidando, por isso o investimento recente nos Goal to Brasil no México, realizado em maio, e na Colômbia, onde realizamos duas edições, uma este ano e outra ano passado”. Dino avalia que os megaeventos esportivos no país devem aumentar ainda mais o fluxo com esses países, devido ao grande interesse de colombianos e mexicanos em relação ao futebol e outros esportes.
Já entre os países europeus, quem lidera o ranking é o Reino Unido, com uma alta de 15,1%, seguido da França, 12,6% e da Espanha, 10,9%.
2013 caminha para ser melhor ano do turismo
Com o resultado de agosto, 2013 consolida o caminho para ser o melhor ano da história do turismo brasileiro. “Os megaeventos colaboram para isso, não só pelo efeito imediato da entrada de turistas quanto pela visibilidade que o Brasil e seus diversos destinos turísticos ganham com eles”, avalia Dino. Como exemplo, cita a Jornada Mundial da Juventude que garantiu o melhor julho da história para turismo internacional. Praticamente todos os oito principais aeroportos do país tiveram crescimento na entrada de turistas estrangeiros durante o mês de julho, segundo dados preliminares da Polícia Federal. O Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos (SP) teve crescimento de 27,6% – recebendo 40 mil estrangeiros a mais que em julho do ano passado. Já Confins (Minas Gerais) teve crescimento de 44,5% e o Distrito Federal, alta de 16,7%.
“Cada turista que entra representa entrada de dólares para a economia brasileira”, afirma Dino. Somente os dois principais eventos internacionais já realizados no Brasil neste ano – a Copa das Confederações e a JMJ –, movimentaram cerca de de R$ 2 bilhões na economia brasileira. Estimativas da Embratur mostram que, em 16 partidas de futebol nas duas semanas da Copa das Confederações 2013, foram movimentados R$ 740 milhões por toda a cadeia turística do país – incluindo hotéis, alimentação fora do lar e comércio informal. Já a Jornada Mundial da Juventude gerou impacto da ordem de R$ 1,2 bilhão na economia brasileira.
“Estamos falando de impacto direto e indireto. Nossa avaliação mostra que num curto período, considerando esses dois megaeventos, o país terá, no mínimo, um retorno financeiro de cerca de R$ 1,9 bilhão”, avalia Flávio Dino.