Porto Alegre receberá novo centro de convenções

[Por Jornal do Comércio, 14/08/2013]
Porto Alegre contará com um novo Centro de Feiras e Convenções, cerca de três vezes maior do que a Fiergs e com capacidade para mais de 4 mil pessoas. A verba de R$ 60 milhões para a construção do espaço, proveniente pela primeira vez do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) através do Ministério do Turismo, já está depositada na Caixa Econômica Federal e estará à disposição da Secretaria Municipal de Cultura a partir da assinatura do termo.
Segundo o secretário de Turismo, Luiz Fernando Moraes, o novo centro de convenções terá uma área capaz de receber entre 4 e 6 mil pessoas, e a área destinada a feiras será de no mínimo 30 mil m2. Isso logo após a construção, pois o plano da prefeitura é que o projeto seja modulável e com o passar do tempo e o surgimento da necessidade de aumento possa ser expandido.
Com a promessa de incrementar o mercado na Capital e tornar a cidade mais competitiva no turismo de negócios, o novo centro de eventos é classificado por Moraes como “a grande aposta da secretaria para os próximos anos”. “Este projeto é vital para o crescimento do turismo de eventos na cidade e todos nós sabemos que Porto Alegre vive desse tipo de turismo”, destaca.
O local de construção do centro ainda não foi definido, mas a secretaria já está realizando estudos de viabilidade. “Como não estamos acostumados com recursos vindo do PAC, precisamos estudar a legislação, mas temos duas formas de abrir a licitação. Ao que tudo indica vamos escolher o Regime Diferenciado de Contratação, que permitirá agilizar um pouco a construção do espaço”, explica Moraes.
Para a elaboração do projeto, a secretaria busca encontrar o apoio de empresas especializadas no setor, como a Convention & Visitors Bureau. “A busca por parcerias com empresas com experiência irá garantir a excelência do nosso projeto”, afirmou.
A Caixa Econômica Federal entregou na tarde de ontem um Plano de Trabalho Simplificado ao secretário de Turismo e repassou uma série de informações sobre o uso da verba. O próximo passo é a elaboração de um estudo de viabilidade do projeto. Após, a prefeitura municipal de Porto Alegre e a Caixa Econômica Federal têm até o dia 31 de dezembro para assinar o contrato.