Lideranças do turismo avançam na “agenda única”

[Por Panrotas, 31/07/2013]
A segunda reunião do grupo (informal) de lideranças empresariais do Turismo ocorreu nesta quarta-feira, 31, na sede da CNC, em Brasília, aproveitando que a semana na capital federal está cheia de eventos do setor: a reunião do Fornatur, ontem, a do Conselhão, do MTur, hoje à tarde, e a da Câmara Empresarial de Turismo da CNC, com a participação do ministro do Trabalho, Manoel Dias (amanhã).

Sentados, Guilherme Paulus, Juarez Cintra, Ricardo Amaral, Alexandre Sampaio, Antonio Azevedo e Edmar Bull; em pé, Guillermo Alcorta, Toni Sando, Dilson Fonseca, Luis Carlos Nigro (CNC), Enrico Fermi, Anita Pires, Roberto Rotter e Marco Ferraz (Eduardo Sanovicz saiu pouco antes do final da reunião)

Além das lideranças da reunião de 15 de julho, em São Paulo, desta vez integraram o grupo o empresário Juarez Cintra, da Ancoradouro, representando a força econômica do interior de São Paulo, o presidente da Abear, Eduardo Sanovicz, que representa as quatro grandes empresas aéreas nacionais, a presidente da Abeoc, Anita Pires, representando o setor de eventos e os CVBs, e o presidente da Abremar, Ricardo Amaral.
A segunda reunião avançou na seleção dos temas para a montagem desta agenda única, que já deverá estar montada no próximo encontro, em 15 dias. Infraestrutura, Relação com o consumidor, Legislação, Política Tributária e a Promoção Doméstica e Internacional do Turismo formam os grandes blocos temáticos.
Também na próxima reunião a CNC, representada por Alexandre Sampaio, receberá os dados de cada setor para a criação de um índice para a indústria, com dados hoje fragmentados nas entidades. A CNC também apoiará o grupo na assessoria jurídica, bem como os assessores e consultores das entidades.
Assim que o grupo chegar aos resultados esperados o material será apresentado ao MTur, ao trade e à imprensa.
Conselhão
O presidente do Conselho da CVC, Guilherme Paulus, escolhido porta-voz do grupo, pediu a palavra na reunião do Conselho Nacional do Turismo, presidido pelo ministro Gastão Vieira, e que ocorreu no Centro Ulysses Guimarães, para explicar os objetivos do grupo ao Conselhão e frisar que não é um conselho paralelo ou algo para combater essa ou aquela entidade ou órgão do governo.
“Os jovens manifestantes das ruas nos inspiraram. Nós empresários vimos que estávamos acomodados, quietinhos e aceitando certas coisas que não precisamos aceitar. Daí nos reunimos na sede da Abav Nacional e vimos que temos muito em comum. Vamos preparar uma agenda de reivindicação para melhoria de todo o setor e que será apresentada ao ministro Gastão Vieira”, disse, sendo elogiado pelo secretário Vinícius Lummertz, que neste momento comandava a reunião.
Paulus citou alguns temas debatidos pelo grupo de lideranças e ainda criticou o formato de gestão pública em que não há continuidade de pessoas ou de projetos. “Nós empresários, vivemos do turismo, queremos continuidade. E não estamos trabalhando por individualidades ou vaidades pessoais, e sim pelo desenvolvimento do turismo”.