Trade turístico comemora 15 anos do CentroSul em Florianópolis

[Por Economia SC, 27/06/2013]
Considerado o principal atrativo para a consolidação do turismo de negócios em Santa Catarina, o empreendimento privado CentroSul (Centro de Convenções de Florianópolis) completou em junho 15 anos de existência. A data e a importância do local foram comemoradas nesta quarta-feira, dia 26, pelo trade turístico de Florianópolis. “Há 15 anos, nós não sabíamos nem o que era turismo de negócios na nossa cidade. O CentroSul foi um marco divisor de águas no turismo. Até então, nós dependíamos exclusivamente do turismo sazonal de verão”, afirma a gerente geral do CentroSul, Cristiane Martins.
Ela fez uma rápida retrospectiva sobre a importância do CentroSul para o fortalecimento econômico da cidade, que deixou de explorar unicamente o turismo sazonal para se dedicar ao turismo de negócios. “Ainda não sabemos a representatividade que a movimentação de eventos gera na cidade”, admite, mas salienta que “até o fim do ano, queremos levantar os números do turismo de negócios”. O projeto será realizado em conjunto com o Convention Bureau e a ABEOC-SC (Associação Brasileira de Empresas de Eventos).
Hoje, de acordo com a gerente do CentroSul, os únicos dados existentes são de 2010 e referem-se a quanto o turista de negócio gasta na cidade. Na época, há três anos, o levantamento do Convention Bureau em parceria com a Fundação Getúlio Vargas apontou um gasto de R$ 254,00 por pessoa. “Acreditamos que hoje esse montante esteja em R$ 300,00”.
A infraestrutura do local que recebe grandes convenções nacionais e internacionais contribui para que o mercado de negócios em Santa Catarina movimente R$ 20 bilhões por ano. “É muito importante sabermos quanto o turismo de negócios representa na economia do município”, diz.
O encontro reuniu representantes de associações ligadas ao setor e empresários do ramo de organização de eventos, além da equipe de trabalho do CentroSul. A secretária de Turismo de Florianópolis, Maria Claudia Evangelista, reconheceu o pioneirismo do CentroSul para o desenvolvimento da cidade. “Hoje o turismo de negócios é trabalho prioritário na secretaria, pois traz resultado imediato”.
O presidente da Acif (Associação Comercial e Industrial de Florianópolis), Sander DeMira, disse que os números do CentroSul mostram o impacto que o CentroSul trouxe para a economia local. Em 15 anos, o CentroSul recebeu 1.860 eventos, reunindo mais de 6 milhões e meio de pessoas. “Esse número é muito significativo”, salienta. Já o presidente da ABEOC-SC, Marco Aurélio Floriani, lembra que o Centro de Convenções de Florianópolis virou cartão postal da cidade. “O CentroSul fez com que outros empreendimentos se desenvolvessem e expandiu o mercado”.