Meios de hospedagem alternativa ampliam a oferta de leitos nos grandes eventos

[Por Revista Eventos, 13/06/2013]
Levantamento do Ministério do Turismo revela que o visitante tem à disposição como meio de hospedagem alternativa mais de 3,7 mil imóveis para aluguel nas doze cidades-sede, capazes de acomodar 20 mil pessoas. Além dos imóveis para aluguel, a lista é composta por campings, albergues e cama e café. O estudo faz parte da estratégia do governo federal de fazer frente ao eventual aumento das diárias durante os megaeventos.
“O governo tem monitorado as tarifas praticadas pela hotelaria e uma forma de usar a lei de mercado a nosso favor é ampliar a oferta. Não permitiremos abuso”, explica o ministro do Turismo, Gastão Vieira. O Sudeste aparece em primeiro lugar na oferta de imóveis para alugar, com capacidade para hospedar 12.896 pessoas, seguido do Nordeste (6.219 visitantes).
O portal oficial do Ministério do Turismo coloca à disposição do internauta uma série de opções de links onde ele pode acessar diversos perfis de hospedagem. O endereço eletrônico é http://hospitalidade.turismo.gov.br/busca.html. Nele é possível encontrar os meios de hospedagens convencionais, entidades representativas do setor e a oferta separada por cidade-sede da Copa do Mundo.
O objetivo é ampliar a opção dos visitante, mas é importante verificar que o MTur não é responsável pelos serviços disponíveis nos sites vinculados. Dentro da política de uso e responsabilidade o usuário é informado que “o Ministério do Turismo não é o proprietário dos produtos ou serviços disponibilizados pelos links de terceiros, não realiza pacotes em seu nome e não interfere na entrega ou uso dos produtos e serviços cuja aquisição ocorra por meio do site”.