União é fundamental para aumentar a força do setor de eventos no Brasil

[Portal Eventos, 02/04/2013]

A falta de união do setor veio à tona durante o último painel do Fórum Eventos 2013, que debateu o Papel das Entidades na Indústria dos Eventos, com Steven Hacker, Convention Industry Council (CIC), como o seu principal palestrante. O ego é um dos principais empecilhos para que os membros de entidade consigam encontrar unicidade em seu discurso .

Anita Pires, presidente da Abeoc BRASIL, e os participantes do último painel

“Associações tem egos e é comum que isso atrapalhe as negociações e que, por isso, elas tomem decisões erradas”, contou Hacker ao reafirmar a necessidade de que seja criada uma cultura de cooperação e apoio entre as entidades, ainda que exista a competição do mercado.
O palestrante falou ainda sobre a história do CIC e algumas ações do conselho, mas o que realmente deu o tom do debate foi a interação entre os convidados, que também relataram as dificuldades que a tributação traz ao setor, mas a necessidade de contornar os problemas com a União também foi levantada.
“A união do setor passa por um amadurecimento maior, um profissionalismo maior. Não podemos depender do governo. As nossas associações devem ser bancos de negócios e não sustentadas pelo governo”, relatou Margareth S. Pizzato, Presidente da ABRCCEF.