Trabalho temporário é tema de audiência com governo federal

[Hôtelier News, 15/04/2013]
Acontece nesta terça-feira, dia 16, em Brasília, audiência com o ministro do Trabalho, Manoel Dias, e a equipe técnica da pasta para discutir a legislação trabalhista referente às contratações de temporários. Devem participar da reunião Alexandre Sampaio, presidente do Conselho de Turismo da CNC (Confederação Nacional do Comércio) e Anita Pires, presidente da Abeoc Brasil (Associação Brasileira de Empresas de Eventos).
A intenção da reunião é discutir possíveis flexibilizações nas leis trabalhistas, regulamentando a prática de prestações de serviço eventuais e diminuindo a informalidade no setor. “Nosso segmento é composto na maioria por pequenas empresas e empreendedores individuais, e fica difícil assinar a carteira para contratar recepcionistas ou montares de estandes, por exemplo, para um trabalho de três ou cinco dias”, argumenta Anita.
Recentemente, o CNT (Conselho Nacional de Turismo) criou uma comissão para tentar solucionar o impasse quanto à flexibilização de leis trabalhistas durante os grandes eventos esportivos do País. O novo órgão deve propor maneiras de adaptar os dispositivos da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), a fim de estabelecer um acordo entre empresários e entidades trabalhistas do setor.
De acordo com estudo realizado no início deste ano pela CNC, as contratações temporárias devem registrar queda de 1,3% em relação à temporada de 2012, consequência do ritmo mais lento da economia brasileira e da dinâmica do mercado turístico, que como um todo sofre as consequências dos abalos financeiros que outras economias mundiais têm enfrentado.