Nordeste é o destino preferido de 49% dos brasileiros

[Skål Internacional do Brasil, 12/04/2013]
“Nós somos a índustria capaz de mudar a realidade do Nordeste”. Assim a presidente da Fundação Comissão Turismo Integrado (CTI) Nordeste, Danielle Novis, deu início à coletiva de imprensa da 22ª Brazil National Tourism Mart (BNTM) 2013 e do II Salão Baiano de Turismo, na quinta-feira, dia 11, no Centro de Convenções da Bahia, em Salvador.
Junto a mais oito secretários de turismo de todo Nordeste, ela apresentou a maior bolsa de negócios do Nordeste e todo potencial de investimento da indústria turística da região, que hoje é a preferida de 49% dos brasileiros para viajar, segundo pesquisa divulgada dia 6 des abril, no Ministério do Turismo.
“O turismo é a atividade que mais gera empregos, diretos e indiretos, no Brasil e movimenta a economia. Sobre a região, diversas operadoras afirmaram que entre os turistas – nacionais e internacionais – que escolhem pela primeira vez um destino de férias, logo pensam no Nordeste”, explicou Danielle, que também é secretária de Turismo de Alagoas.
E, como anfitrião do evento, o secretário de Turismo da Bahia, Domingos Leonelli, lembrou que a região possui “vocação” para receber turistas. “Hoje 5,7% do PIB da Bahia vem do turismo. No Brasil, essa por centagem é de 3%”, afirmou o secretário – o PIB da Bahia é de 154 bilhões. Mas o chefe da pasta, também relatou que esse número pode estar abaixo do que realmente o turismo gera em riqueza para o estado, uma vez que somente as atividades típicas (hotelaria, alimentação, deslocamento e receptivo) são contabilizadas, deixando de serem contados os meios que viabilizam as ações desses setores, como empresas de ar-condicionados, de lençois, vendas de utensílios de cozinha e etc.
A BNTM acontece anualmente em um dos estados e em média aquece 10% turismo no estado em que atua. “O Maranhão na qualidade de ter sido sede da BNTM no ano passado se sente feliz em voltar a participar do evento com o objetivo único de promover a diversidade cultural, arquitetônica, além de suas belezas naturais que compreendem os polos turísticos de lençóis e chapada das mesas”, declarou Carlos Martins, secretário Adjunto de Turismo do Maranhão.