Agricultura Sustentável é um dos temas da Conferência e Exposição ExpoSustentat

[Por Feiras&Negócios, 15/03/2013]
A sustentabilidade está no centro das discussões mundiais desde a Conferência de Estocolmo, na Suécia, em 1972, mas ganhou ainda mais força a partir do evento Rio 92, no Brasil, e dez anos mais tarde o assunto ainda era pauta da Rio+20. Para muitos pesquisadores, a agricultura é um dos principais vilões do desenvolvimento sustentável, no entanto é possível conciliar as duas culturas sem que ocorra nenhum dano ao meio ambiente.
A chamada agricultura sustentável é um dos temas que será discutido durante a ExpoSustentat – conferência e exposição sobre soluções sustentáveis para o desenvolvimento econômico – que acontece nos dias 13 e 14 de junho, no Centro de Convenções SulAmérica, no Rio de Janeiro. A prática engloba tratamento de resíduos, reflorestamento, produção de bioenergias, uso consciente de água, conservação do solo, gestão ambiental e territorial, recuperação de pastagens degradadas, entre outras atividades. Estas ações proporcionam maior segurança alimentar, pois cumprem o papel econômico e garantem um alimento de qualidade, baixo impacto ambiental, além de serem mais resistentes às mudanças climáticas.
O evento trará palestras, painéis, mesas de discussões e workshops com especialistas do Brasil e do exterior. Foram confirmadas as presenças da chefe da assessoria de gestão estratégica do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Derli Dossa, do diretor executivo da Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef) Eduardo Daher, do diretor vice-presidente do Conselho Cientifico para a Agricultura Sustentável (CCAS) José Luiz Tejon, e da diretora Sociedade Nacional de Agricultura (SNA) Silvia Wachsner, que apresentarão palestras sobre as principais iniciativas e benefícios de uma agricultura sustentável.
Entre os temas, os profissionais falarão sobre o panorama da agricultura brasileira e Programa Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (ABC), a oferta mundial de alimentos e sustentabilidade, a gestão e métricas da sustentabilidade, o uso de defensivos agrícolas e fertilizantes, práticas de agricultura sustentável e desenvolvimento rural, políticas públicas, novos modelos de financiamento e sobre a biodiversidade e REDD+ (Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação).
O Programa ABC apresentou níveis de aplicação de recursos elevados entre os meses de julho de 2012 e janeiro de 2013. Os desembolsos totalizaram no período R$ 1,9 bilhão, 56,1% dos recursos programados de R$ 3,4 bilhões. Assim, o aumento registrado em relação ao mesmo período da safra anterior foi de 377,4%. Os dados foram divulgados pelo Departamento de Economia Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).
A ExpoSustentat é organizada pela NürnbergMesse Brasil e será o ponto focal das discussões sobre sustentabilidade, impacto na economia e como agregar ao crescimento econômico uma melhor manutenção do meio ambiente no eixo Rio-São Paulo, as únicas duas megalópoles vizinhas no mundo.