Gastão Vieira destaca avanços do setor no programa “Bom Dia Ministro”

[Por MTur, 10/01/2013]
O ministro do Turismo, Gastão Vieira, participou na manhã desta quinta-feira do programa Bom Dia Ministro, que foi transmitido ao vivo pela TV NBR e pela rádio da Empresa Brasil de Comunicação. Ele falou sobre os recentes avanços, recordes do setor e as ações comandadas para impulsionar o turismo nacional nos próximos anos.
Vieira conversou com rádios de todas as regiões do país, que fizeram perguntas sobre a atual gestão da pasta. “Desde que chegamos ao Ministério do Turismo, a decisão era fazer com que todos entendessem o turismo como uma indústria, como um instrumento econômico que ajuda o país a crescer, a melhorar o seu PIB, a distribuir renda, a fazer a inclusão social e a gerar empregos.”
Sobre a preparação para os megaeventos esportivos que o país sediará nos próximos anos, ele ressaltou o trabalho do governo federal. “O governo age de forma muito firme para aumentar a competitividade, desonerando a folha de pagamentos dos hotéis, dos resorts, das companhias aéreas e trabalhando outros instrumentos que possam possibilitar essa diminuição de custos. Nossa expectativa é que durante esses grandes momentos esportivos que vamos viver, o Brasil chegue a um patamar de 10 milhões de turistas, que é a nossa meta para 2022.”, disse.
O Sistema Brasileiro de Classificação dos Meios de Hospedagem (SBClass) foi outro assunto do programa. Regulamentado pela Portaria 100/2011, o sistema é uma parceria do Ministério do Turismo com o Inmetro para reformular o uso de estrelas pelos empreendimentos hoteleiros. Eles devem atender a determinados requisitos para adquirir de uma a cinco estrelas, de acordo com as condições de infraestrutura, equipamentos, serviços oferecidos aos hóspedes e práticas de sustentabilidade.
Atualmente, 26 estabelecimentos já aderiram à iniciativa e estão autorizados a usar uma placa de identificação. “As estrelas estão representadas por uma placa, creio que isso vai dar uma grande segurança ao turista. A acessibilidade também é prioridade: já colocamos recursos à disposição das capitais que vão ser sede da Copa do Mundo e da Copa das Confederações para acelerarmos essa oferta, indispensável para darmos conforto e segurança às pessoas que precisam ter meios de locomoção perfeitamente adequados.”
Gastão Vieira listou também os recordes registrados pelo setor no último ano. Em novembro de 2012, os desembarques domésticos cresceram 4,2% em comparação com o mesmo período de 2011. A marca subiu de 6,58 milhões para 6,86 milhões. No acumulado de janeiro a novembro também houve crescimento, de 72 milhões para 77,9 milhões, um aumento de 8%.
O download da entrevista está disponível aqui.