Hotelaria de Salvador (BA) consegue 68,71% de taxa de ocupação em novembro

[Por Revista Hotéis, 12/12/2012]
A ABIH/BA – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado da Bahia acaba de divulgar uma pesquisa da empresa Taxinfo apontando que a hotelaria de Salvador apresentou melhora em seu desempenho no mês de novembro. Foi registrado taxa média de ocupação de 68,71% (8 pontos acima da ocupação de 60,62% do mês anterior) e diária média de R$ 193,05 (2% superior à diária média de R$ 188,49 do mês de outubro). De acordo com a ABIH-BA, a realização de diversos eventos na cidade durante o período motivou o acréscimo dos números.
Participam da pesquisa uma amostra de 22 grandes e médios hotéis de Salvador, que juntos somam 3.400 apartamentos, o que corresponde a uma média de 17% da oferta hoteleira da capital (20 mil apartamentos ou 40 mil leitos, segundo a Pesquisa de Serviços de Hospedagem de 2011 do IBGE). Os dados são fornecidos mensalmente pelos próprios hotéis ao Portal Cesta Competitiva e a média resultante constitui indicador para avaliar a evolução da atividade de hospedagem em Salvador.
Comparando-se os dados da capital baiana com igual levantamento realizado em outras capitais no mesmo período observa-se que a taxa de ocupação de Salvador em novembro (68,71%) situou-se abaixo da verificada em Aracaju (77,86%), Fortaleza (85,13%), Maceió (79,04%) e acima da observada em Belo Horizonte (66,71%) e Vitória (66,27%). No que diz respeito à diária, o valor médio cobrado na capital baiana em novembro (R$ 193,05) revelou-se novamente inferior à média de Aracaju (R$ 218,05), Belo Horizonte (R$ 256,43) e Vitória (R$ 195,45) e superior a de Maceió (R$ 191,97) e Fortaleza (R$ 176,97). “Conseguimos a façanha de ter o mais bonito mar e a mais feia orla, dentre as capitais turísticas. Esperamos que a prometida ação articulada entre as três esferas governamentais em 2013 traga efetivas melhoras para nossa orla pois nos últimos três anos Salvador perdeu participação no mercado nacional de passageiros, passando de 5,5% em 2009 para 4,5% até setembro de 2012 segundo a Infraero”, pondera Renata Proserpio, diretora administrativa da ABIH-BA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *