Abeta Summit 2012 discute turismo nos parques

[Por CNC, 01/11/2012]
O Abeta Summit 2012 – 9º Encontro Brasileiro de Ecoturismo e Turismo de Aventura aconteceu de 29 a 31 de outubro em Socorro, interior de São Paulo, e contou com o apoio da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Foi a primeira edição do encontro fora da cidade de São Paulo, uma maneira encontrada pela Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (Abeta) de divulgar os destinos mais propícios para esses segmentos do turismo no Brasil.
Um dos pontos altos do seminário foram as mesas redondas sobre o turismo nos parques. O Brasil possui uma diversidade de áreas naturais, muitas protegidas por unidades de conservação, por isso o Ministério do Meio Ambiente, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o Ministério do Turismo (MTur) e a Embratur lançaram o Programa de Turismo nos Parques. O objetivo do debate durante o Abeta Summit 2012 foi fortalecer o turismo nos parques de forma responsável, valorizando a diversidade sociocultural e conservando a biodiversidade. O tema está evoluindo no país com ações integradas entre poder publico e iniciativa privada. As consultoras Raquel Muller e Rosiane Rockenbach apresentaram os resultados do programa que já foi iniciado em cinco parques nas cinco regiões brasileiras.
A coordenadora de Diagnóstico e Ordenamento da Visitação do ICMBio, Sonia Kinker, e o diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas do Instituto Estadual do Ambiente (INEA-RJ), André Ilha, falaram sobre as ações do governo Federal e do Estado do Rio de Janeiro para a melhoria do turismo nos parques. André apresentou a política de utilização dos parques no Rio de Janeiro e ressaltou a importância de não tratar os turistas, fotógrafos, pesquisadores e visitantes como uma potencial ameaça.
O turismo em parques como um importante vetor de desenvolvimento econômico sustentável será um dos assuntos abordados no estudo sobre Turismo e Sustentabilidade do Conselho de Turismo da CNC, em 2013. No painel “O poder econômico dos parques: o valor das concessões turísticas”, também realizado no Abeta Summit 2012, o especialista Gustavo Timo, da Sextante Consultoria, afirmou que será muito importante para o setor contar com os debates realizados pela CNC: “Será muito importante a entrada da CNC nesta pauta”.
A segurança nas atividades de turismo de aventura foi outro tema debatido no encontro, que destacou o quanto a atividade está avançada no Brasil, em relação ao restante do Mundo. As iniciativas nacionais de normas ABNT e o programa Aventura Segura – realizado pela Abeta, em parceria com o Ministério do Turismo, Sebrae e com o apoio institucional da CNC – são referências para a norma ISO sobre turismo de aventura internacional, que ainda está em desenvolvimento.