Diretor do MTur participa de encontro da ABEOC Brasil em Goiânia

“Parabéns para o trabalho de reposicionamento e fortalecimento da ABEOC Brasil, o setor precisa de entidades fortes para ter interlocução com o governo”. Estas foram palavras do diretor do Departamento de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turístico do Ministério do Turismo, Ítalo de Oliveira Mendes, em sua participação no Encontro da ABEOC Brasil realizado no Castro’s Park Hotel, em Goiânia, no sábado 29/09. O diretor falou ainda sobre Cadastur, certificação e a relevância do turismo para o país.

Ítalo Mendes destacou a importância do projeto de certificação desenvolvido pela ABEOC Brasil na criação do selo oficial do Ministério. O Ministério do Turismo contratou a Universidade Federal de Santa Catarina e o Inmetro para a criação do seu selo, mas, decidiu seguir o modelo do “Selo de Qualidade ABEOC Brasil” como base para a área de eventos do selo oficial do Turismo.
“A caminhada da ABEOC está mais adiantada e vão usar nossa experiência como referência para a construção da certificação oficial, o que demonstra o avanço da nossa entidade”, afirma a presidente da ABEOC Brasil, Anita Pires.
O diretor do Ministério falou também da importância do Cadastur para o turismo brasileiro, tanto para gestores quanto consumidores. Mendes informou que o Mtur está buscando simplificar o cadastro, visto que muitos dados já existem em outras bases do governo federal. O Ministério também está preparando o sistema para receber documentos anexados eletronicamente.
Para Anita Pires, o Cadastur é importante para a qualificação do mercado de organizadores de eventos e prestadores de serviços. “Com o cadastro é possível saber que mercado é esse e partir para a certificação destas empresas”, afirma.
Ainda sobre o Cadastur, Mendes contou que em breve enviará correspondência para estados e municípios informando da importância de se respeitar a obrigatoriedade do Cadastur nas licitações.
Ítalo Mendes relatou ainda o esforço do Ministério para criação e qualificação de centros de convenções, além de buscar atuações mais estratégica nas obras financiadas, bem como estruturar os destinos com visão de mercado, desde o momento do planejamento. O diretor enfatizou que o governo federal cada vez mais está percebendo a importância do setor para o país, como na geração de empregos, especialmente no acesso ao mundo de trabalho para o jovem. Segundo Mendes, o turismo é um critério usado na definição dos planos do governo.