Salon du Chocolat recebeu 20 mil pessoas na Bahia

[Por Brasilturis, 10/07/2012]
Mais de 20 mil pessoas estiveram no Salon du Chocolat, evento internacional, realizado no último final de semana no Centro Convenções da Bahia, do dia 6 a 8. Segundo a organização do evento, o número de visitantes foi acima do esperado, já que a expectativa erra receber cerca de 15 mil.
“Estávamos apreensivos com a receptividade, mas constatamos que o público vem valorizando cada vez mais em produto de qualidade. Baianos e pessoas de várias partes do Brasil vieram apreciar as melhores amêndoas do mundo e na próxima edição o sucesso será ainda maior”, declarou o realizador do evento, Diego Badaró.
Este ano, a Bahiatursa, principal patrocinador governamental, focou na divulgação dos roteiros e destinos turísticos junto à mídia. “Ano que vem teremos maior resultado na captação de fluxo turístico para o próprio Salão, com o planejamento e a formatação de pacotes para as fazendas de cacau e fábricas de chocolate em Ilhéus, emendando com a participação no Salão, em Salvador. Tivemos uma excelente repercussão este ano e vamos repetir a dose”, explicou o secretário de Turismo, Domingos Leonelli, em relação ao sucesso do evento.
Além dos 40 expositores oriundos de todo o Brasil e de diversos países de diferentes continentes, o 1º Salon du Chocolat contou com uma vasta programação que incluiu o Fórum Profissional do Cacau & Chocolate, o Choco Demo, um espaço reservado para os melhores chocolateiros do mundo, além da exibição de filmes, shows e a etapa Nacional do International Cacao Awards (ICA), que classificou com graus de excelência quatro amostras de amêndoas brasileiras para a final do concurso que acontece em outubro no Salon du Chocolat, em Paris (França).
Entre as classificadas, três são baianas: Fazenda Santa Ana, em Itacaré ganhou com destaque para o bom equilíbrio com notas frutadas e de especiarias; Fazenda São Roque, Itagibá, obteve destaque pelo sabor frutado com notas que se aproximam de frutas vermelhas e nuances florais, bom equilíbrio geral com notas de fruta amarela e persistência longa de sabor na boca; e a Fazenda Leão de Ouro, Ilhéus, levou pelo bom equilíbrio geral com notas de frutas secas.
As 43 amostras foram entregues à Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac-Ba), órgão responsável pela realização da etapa nacional do ICA.