MTur financia capacitação profissional em DF, MG e PE

[Por Panrotas, 06/07/2012]
O MTur vai financiar três novos programas de qualificação profissional envolvidos com o receptivo turístico para a Copa do Mundo. Os convênios, publicados hoje (sexta-feira, dia 6) no Diário Oficial da União, contemplam trabalhadores de três Estados que receberão jogos: a guarda municipal de Belo Horizonte, a segurança pública do Distrito Federal e de Pernambuco, além de permissionários de mercados públicos de Olinda (PE) e Jaboatão dos Guararapes.
Na capital mineira, o projeto visa aperfeiçoar o atendimento aos visitantes e reforçar o treinamento em segurança preventiva do turista. O convênio firmado entre MTur e a Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte (Belotur) está orçado em R$ 915 mil e deve qualificar 2,3 mil guardas municipais. Segundo estudo encomendado pelo Ministério do Turismo à Fundação Getúlio Vargas, a estimativa é que a cidade receba 430,5 mil brasileiros e 196 mil estrangeiros durante o mundial.
A parceria do MTur com a Secretaria de Turismo do Distrito Federal vai preparar o efetivo das polícias Civil e Militar, além do Corpo de Bombeiros Militar. O convênio, no valor de R$ 2,3 milhões, tem o objetivo de capacitar os profissionais das três corporações para atuarem também como agentes de informação turística durante os megaeventos esportivos. De acordo com projeção da FGV/MTur, Brasília receberá 402,3 mil brasileiros e 206,5 mil estrangeiros durante a Copa 2014.
A ação de qualificação chegará também a Pernambuco, onde o foco será voltado para os profissionais da segurança pública (Polícias Civil e Militar e Guardas Municipais) e os permissionários gastronômicos de mercados públicos municipais de Olinda e Jaboatão dos Guararapes. O convênio com a Secretaria Estadual de Turismo, no valor de R$ 1,99 milhão, vai aprimorar o atendimento aos 324 mil estrangeiros e 81,7 mil brasileiros que visitarão Recife e o entorno da capital pernambucana durante os 30 dias da Copa 2014.
Segundo o secretário Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo do MTur, Fábio Mota, outros convênios voltados para a capacitação profissional deverão ser assinados com as cidades-sede da Copa de 2014 e seus respectivos Estados. “A meta é termos um receptivo turístico estruturado, que contribua para um excelente atendimento na Copa e, como legado, para o desenvolvimento do setor turístico após a competição”, afirmou.