Estudo da Hoteis.com mostra o impacto do turista chinês na hotelaria mundial

[Por Hôtelier News, 18/07/2012]
A Hoteis.com lançou, na última semana, a primeira edição do CITM (sigla em inglês para Monitor de Viagem Internacional Chinês) que mostra como o aumento do turista chinês está mudando a dinâmica do mercado hoteleiro mundial. Os viajantes internacionais chineses são conhecidos por gastar em compras. Com isto, espera-se que a indústria hoteleira possa desfrutar de parte desta verba.
A pesquisa mostra que o perfil dos hóspedes chineses está mudando à medida que eles se tornam mais independentes, confiantes. O perfil atual deste turista é de jovens familiarizados com culturas e costumes estrangeiros.
Entre os hoteleiros consultados, fica claro que muitos estão se adaptando à demanda oferecendo funcionários que falam mandarim, materiais traduzidos, menu chinês e opções de entretenimento, além de pagamento no sistema de cartão de crédito China UnionPay.
Exemplos do estudo indicam que 41% dos estabelecimentos planejam oferecer canais de TV chineses, enquanto 66% dos hoteleiros europeus pensam em disponibilizar opções da culinária oriental para o café da manhã.
“Os chineses realizaram cerca de 70 milhões de viagens internacionais em 2011 e, mesmo que várias delas tenham sido para Hong Kong e Macau, o número de viagens internacionais cresceu significativamente. A execução de estratégias para atender especificamente este mercado em ascensão passou a representar uma necessidade competitiva”, disse Johan Svanstrom, diretor da Hoteis.com para a região Ásia Pacífico.
Crescimento do mercado
Considerando a opinião de mais de 5 mil hoteleiros parceiros da Hoteis.com em todo mundo, o relatório concluiu que a maioria dos entrevistados prevê a continuidade do crescimento do mercado chinês de turismo. Um em cada cinco dos entrevistados (22%) espera ver um aumento de quase 40%.
Muitos governos estão facilitando este crescimento com a emissão de vistos turísticos. Japão e Espanha são exemplos de mercados populares que já adotaram esta prática. A Coreia, assim como outros países, adotará mudanças ainda neste ano.
O estudo aponta que o número de turistas chineses realizando viagens internacionais aumentou 22% em 2011, quando comparado ao mesmo período em 2010. A previsão de especialistas é de que a China está a caminho de ultrapassar Alemanha e Estados Unidos no posto de nação que mais viaja para o exterior.
A economia chinesa continua a crescer em ritmo acelerado, contribuindo para a formação de turistas da classe média de uma população de centenas de milhões de pessoas. Com a atual incerteza econômica em alguns dos principais países, atender este mercado deve estar na lista de prioridades dos hotéis.
“Com estes resultados os hoteleiros podem desenvolver estratégias para atingir a fonte do mercado chinês, se concentrado em meios on-line – já que a população da China que utiliza a internet ultrapassou a marca de 500 milhões de usuários -, e adaptar os serviços do hotel para atender às expectativas e necessidades deste público em crescimento”, conclui Svanstrom.