Estudo aponta América Latina como região mais cara para viajar em 2013

[Por Hôtelier News, 24/07/2012]
Um estudo da CWT (Carlson Wagonlit Travel) prevê que, em 2013, destinos da América Latina sofrerão maior aumento nas tarifas. A conclusão foi tirada levando-se em conta a inflação da região, que deverá ser maior nos países em questão. A expectativa é de que as diárias de hotéis latinos, por exemplo, fiquem 6,3% mais caras no próximo ano. Para o Brasil, a estimativa da pesquisa é de que o País tenha as diárias mais altas, e também um crescimento da demanda, por conta da economia aquecida.
A CWT prevê ainda que, com a aproximação de grandes eventos como a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016, os turistas passem a gastar 11% mais em despesas diárias. Isso faz com que o País, no período em que sediará os jogos, seja um dos que mais arrecadará com turismo no mundo.
Neste cenário, Brasil e Chile deverão sofrer as maiores altas inflacionárias do continente, enquanto países com economias mais frágeis (Argentina, Colômbia, México e Peru) vão enfrentar um ligeiro aumento.
A região Ásia-Pacífico também deverá ficar entre as com maior aumento inflacionário. A pesquisa prevê que, em 2013, as passagens aéreas aumentem, em média, 2,5% enquanto as diárias hoteleiras deverão sofrer acréscimo de 3,5%. Cingapura deverá se destacar, com aumento de 8% devido à alta demanda.
Para realizar as previsões, a CWT combinou modelos estatísticos utilizando dados de seus clientes globais e dados de outros estudos de mercado feitos pela própria empresa. Foram levados em conta fatores adicionais como o gasto total em viagens em cada país, a satisfação do turista, segurança oferecida e o uso de tecnologias.