Como Patrimônio Mundial da Humanidade, Rio deve fortalecer turismo

[Por Hôtelier News, 09/07/2012]
O recente título de Patrimônio Mundial da Humanidade, concedido à cidade do Rio de Janeiro na categoria Paisagem cultural pela Unesco (United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization), deve ser convertido num aumento da atividade turística no município. É o que afirma Alfredo Lopes, presidente da ABIH-RJ (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – Rio de Janeiro).
“O Rio de Janeiro vive sua década de ouro e o turismo protagoniza o desenvolvimento econômico da cidade. Nos próximos anos, pelo menos 10 mil novos quartos de hotéis entrarão em operação, e a média de ocupação hoteleira anual se manterá na casa dos 75% a 80%. A hotelaria aproveita para se renovar e treinar sua mão de obra para atender a demanda, que cresce a passos largos”, diz o executivo.
Segundo ele, alguns fatores possibilitaram tal cenário. “Recebemos com orgulho esse título. O sólido calendário de eventos, a bem-sucedida política de segurança pública e a exposição positiva da cidade na mídia internacional convergem para o excelente momento do turismo na cidade”, destaca.
Essa é a primeira vez que um município inteiro é contemplado com esta honraria. A candidatura, apresentada em 2009 pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), foi aprovada durante a 37ª Sessão do Comitê do Patrimônio Mundial, em São Petersburgo, na Rússia.