Turismo pode contribuir com os três pilares da sustentabilidade

[Por Mercado e Eventos, 22/06/2012]
​Os participantes do “Turismo para um Futuro Sustentável”, evento paralelo, realizado na Rio +20, concordou que o Turismo pode dar uma contribuição significativa para os três pilares do desenvolvimento sustentável – econômico, social e ambiental
“O turismo está interligado com os sete principais temas em discussão aqui na Rio +20 – emprego, energia, cidades, alimentos, água, oceanos e desastres – e pode ser um fator de desenvolvimento para países desenvolvidos e em desenvolvimento igualmente”, disse Gastão Vieira, Ministro do Turismo do Brasil, abrindo o evento.
“Estamos nesse momento no Rio de Janeiro, vinte anos após a primeira Reunião da Terra (Eco 92), para renovar os nossos compromissos, definir objetivos comuns e chegar a acordo sobre um roteiro para um futuro melhor”, disse Taleb Rifai, secretário-geral da Organização Mundial do Turismo (OMT), destacando que: “em meio ao atual crescimento econômico, mais do que nunca, que precisamos chamar para as políticas corretas, o investimento adequado e as práticas de negócios adequado, que podemos avançar para um mundo mais justo, mais centrado nas pessoas e no crescimento, inclusive”.
“A capacidade do Turismo de criar empregos é central neste debate. “Nos não podemos esquecer que para todo emprego criado no Turismo, muitos outros empregos são criados em outros setores”, disse Supachai Panitchpakdi, Secretário Geral da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), destacando os múltiplos efeitos do Turismo.
Os participantes enfatizaram o papel do Turismo sustentável na criação de empregos decentes, estimular o comércio e as ligações e eliminar a pobreza. Houve um claro apelo para melhorar a ligação entre as comunidades locais e atrações turísticas, a fim tornar o Turismo uma ferramenta mais eficaz na luta contra a pobreza e avançar de sensibilização entre os turistas de sua obrigação de respeitar e proteger o meio ambiente, considerando que se trata do Turismo principal interesse e a responsabilidade de proteger os recursos naturais.
Fechando o evento, Maurice Strong, Secretário-Geral da Cúpula da Terra de 1992 disse que “o sector tem um real interesse em proteger o ambiente e um enorme potencial para a economia verde como seus ativos são os que necessitam de preservar e melhorar”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *