Galeão se prepara para grandes eventos esportivos com movimentação da Rio+20

[Por Portal Eventos, 210/06/2012]
O presidente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Gustavo do Vale, avaliou nesta terça-feira (19) que a preparação do Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim/Gaelão para a chegada das delegações que vão participar da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, Rio+20, serve como um teste para quando houver um aumento no número de passageiros nos terminais, durante os grandes eventos esportivos que o país sediará nos próximos anos, como a Copa do Mundo, as Olimpíadas e a Copa das Confederações.
Somente nesta terça-feira (19), mais de 50 comitivas devem desembarcar no Rio de Janeiro, segundo informações da prefeitura do Rio. “A Rio+20 é um pouco diferente porque, com a vinda de tantos chefes de Estado, as questões de segurança falam mais alto. Mas, do ponto de vista dos participantes e das comitivas, é sim um teste para nós, para a Receita Federal, a Polícia Federal, a Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária], enfim, para todos os órgãos que atuam no aeroporto e também para a questão da mobilidade urbana”, disse Vale, no Rio de Janeiro, durante solenidade de apresentação das ações de sustentabilidade que a Infraero vem desenvolvendo nos últimos anos, como uso racional de recursos hídricos, monitoramento de ruído e gerenciamento de recursos energéticos.
Vale destacou que o planejamento da infraestrutura para a Rio+20, em conjunto com a Força Aérea Brasileira (FAB), começou há cerca de quatro meses. Ele lembrou, ainda, que para os próximos grandes eventos, está programada a ampliação do corredor expresso de BRT (bus rapid transit), que deve chegar ao Terminal 2 do Galeão, além da duplicação das pistas entre os dois terminais para facilitar o fluxo de carros no local.
O ministro da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt, que também participou da cerimônia no Rio, as ações de gestão integrada nos aeroportos, que já vêm sendo pressionados pelo aumento da demanda nos últimos anos, vão garantir o atendimento adequado aos visitantes nos terminais do país durante os próximos grandes eventos.
“A gestão dos aeroportos, com a criação das autoridades aeroportuárias e a integração delas com as companhias aéreas, permitiu que, no ano passado, tivéssemos uma enorme melhoria de produtividade, com aumento de 40% nos voos realizados no horário. Tudo isso, somado aos investimentos que estão em curso, nos garantem que vamos poder atender [ao usuário], nos próximos eventos, sem problema nenhum”, enfatizou.