Expotur potencializa negócios para o turismo capixaba

A oitava edição do Salão de Turismo e a terceira edição do Salão do Artesanato do Espírito Santo, a Expotur 2012, realizada em Vitória, entre os dias 25 e 27 de maio, cresceu e surpreendeu. Para se ter ideia da dimensão do evento, quase 29 mil pessoas foram conferir de perto a potencialidade do turismo capixaba.

O passeio pela Expotur começou de forma inusitada. O público foi recepcionado com o barulhinho das ondas e se despediu dele com a brisa das montanhas. A ideia foi fazer o visitante sentir, logo de cara, que o Espírito Santo é terra em que o mar e a montanha estão realmente muito próximos. Além dessa interação sensorial, toda entrada foi decorada com um painel gigante, onde ficaram disponíveis fotos de todo nosso litoral, das praias mais badaladas às mais paradisíacas. Na saída, o visual das montanhas, com todo seu verde e bucolismo, é que deu o tom.
Com a Expotur, devem ser comercializados mais de R$ 13,5 milhões em produtos ligados ao Turismo nos próximos 12 meses. O evento recebeu agentes de viagens das principais operadoras do País. Os profissionais fizeram visitas de reconhecimento na capital do Estado e outras localidades e depois participaram da Rodada de Negócios, que aconteceu no dia 26 e movimentou toda a cadeia produtiva do turismo capixaba.
A praça de alimentação foi responsável por gerar parte dos negócios durante a Expotur. De Ibatiba, na Região Turística do Caparaó, a tradição dos tropeiros, homens destemidos que viajavam conduzindo animais e atravessando mercadorias, veio a tradição do feijão tropeiro. Leve e com sabor ímpar, a delícia não deu para quem quis. Para se ter ideia, foram mais de 90 quilos de feijão durante os três dias de evento. De Itaipava, Região Turística da Costa e da Imigração, veio a tapioca recheada. Foram mais de 600 unidades, entre as doces e salgadas, que conquistaram o paladar dos visitantes.
A Região das Montanhas Capixabas também se surpreendeu com esta edição da Expotur. Somente do estande da agricultura familiar, foram mais de R$ 10 mil em produtos. Isso mostra como a Expotur é importante para disseminar a cultura capixaba e para despertar o interesse do público em conhecer cada canto do nosso Estado.
Realizada na Praça do Papa, a Expotur cada vez mais se aproxima do grande público, principalmente de uma massa poderosa de consumidores da nova classe média, que compra roteiros no Espírito Santo e pelo Brasil.
Para quem nunca teve a oportunidade de pegar a estrada para conhecer as várias manifestações culturais do Estado, a Expotur foi o momento ideal. No palco e também com os cortejos, foi possível se emocionar com as apresentações e interagir com o público.
No Salão do Artesanato, a diversidade e a qualidade dos produtos encantavam os visitantes. Alguns objetos foram sucesso absoluto, com encomendas que vão garantir bons negócios para os próximos meses. Além disso, os artesãos atraíram o público demonstrando, ao vivo, o processo de realização de produtos ícones da identidade cultural capixaba.
O Salão trouxe ainda um espaço para a divulgação e comercialização dos pacotes que envolvem as modalidades de Turismo de Aventura. Além de conhecer as empresas que atuam nesse ramo, os visitantes puderam praticar arvorismo numa estrutura metálica de 40 metros de comprimento com seis plataformas por onde os candidatos à aventura atravessaram como se tivessem sobre as copas das árvores, no meio de uma floresta. Foi possível também conferir uma exposição com todas as modalidades de ecoturismo e esportes radicais, entre essas off road (jipe). E foi na Expotur que também aconteceu a eliminatória do campeonato estadual de slackline, reunindo os feras nessa modalidade.
Também como parte da programação da Expotur, na Feira de Roteiros Turísticos os estandes apresentaram as rotas, equipamentos e serviços de cada município. Depois de conhecer essas opções, no Salão de Agências de Receptivos do ES, o público teve a chance de negociar a compra de pacotes promocionais.
A cada edição, a Expotur se consolida como um evento importante que já integra o calendário anual de atividades do Espírito Santo. O evento é organizado há oito anos pela Win Central de Eventos, empresa associada da ABEOC.

[Por Win Eventos, 19/06/2012]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *