Bahia é o Estado que mais atrai turistas no NE, aponta Fipe

[Por Hôtelier News, 22/05/2012]
A Bahia registrou um fluxo de 11 milhões de visitantes em 2011, segundo estudo realizado pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), e é o destino que mais atraiu turistas ao nordeste. Os números foram revelados na tarde desta sexta-feira (18), durante o 1º Salão Baiano do Turismo.
Segundo o relatório, 5,29 milhões de visitantes vêm de outros locais do Brasil, 558 mil são estrangeiros e outros 5,3 milhões são baianos viajando pelo próprio Estado. Os principais mercados emissores são os Estados de São Paulo (16,6%), Minas Gerais (7,4%) e Rio de Janeiro (4,9%). Entre os internacionais, destaque para a Argentina, que enviou mais de 100 mil visitantes para a Bahia em 2011, seguida por Espanha, Itália, França, Alemanha e Estados Unidos.
O coordenador da Fipe, responsável pelo estudo, Wilson Rabahy, destaca que a Bahia registra um número de turistas estrangeiros maior que a soma de todos os Estados Nordestinos.
Em 2011, a atividade movimentou R$ 7 bilhões na Bahia, contra R$ 5 bilhões em 2009, ano em que foi realizado o último estudo.
Outros números
Com relação ao mercado nacional, Salvador e a região chamada Litoral Norte do Estado respondem por 41,6% dos turistas que visitam a Bahia. A capital, que possui a uma maior oferta de hotéis (35 mil leitos), pousadas e imóveis para aluguel, representa 32,5%, já Praia do Forte, Costa do Sauípe e Imbassaí somam 9,1%. Porto Seguro é o segundo destino mais visitado, com 9%, depois vêm Ilhéus (4,3%), Prado (3,8%), Praia do Forte (3,5%), Morro de São Paulo (3,4%), Arraial D’Ajuda (3,3%), Costa do Sauípe (2,9%), Imbassaí (2,7%), Maraú (2,5%), Itacaré (2,2%), Lençóis (1,8%) e Trancoso (1%).
Com relação aos estrangeiros, Salvador e Litoral Norte disparam para 79,9%, sendo que a capital baiana, por ter o principal aeroporto do Estado e ser o principal portão de entrada, figura com 67%. Em seguida aparece Porto Seguro (sede, Arraial D’Ajuda e Trancoso 21,5%), com (10,7%), depois Maraú (9,8%), Cairu (9,3%), Lençóis (8,9%), Itacaré (7,7%), Costa do Sauípe (5,9%), Ilhéus (5,7%), Praia do Forte (3,6%), Imbassaí (3,4%), e Morro de São Paulo (1,4%).