ABEOC-SC apresenta relatório inédito sobre a Infraestrutura de Joinville para o turismo de eventos

Nesta quarta-feira (16/05) foi apresentada pela Diretoria da Associação Brasileira de Empresas de Eventos – Santa Catarina (ABEOC-SC) o Inventário sobre a Realidade Regional para o Turismo de Eventos em Joinville. O Seminário de Capacitação e Profissionalização do Turismo contou com palestra da presidente da ABEOC Nacional, Anita Pires, na Faculdade Cenecista de Joinville (FCJ).

Visualize abaixo ou clique para fazer download do Inventário apresentado
Hoje o turismo de eventos ou turismo de negócios como também é chamado lidera a segunda posição ente itens que motivam as viagens, ficando atrás apenas das viagens de lazer. E o Brasil já ocupa o sétimo lugar no ranking dos países que mais sediaram eventos no mundo em 2011 e lidera como destino internacional para eventos entre os países da América Latina de acordo com o relatório anual da Associação Internacional de Congressos e Convenções (ICCA) divulgado na última quarta-feira (9/05).
“É um fato irreversível, as principais cidades catarinenses precisam estar preparadas para receber este turista que, em média, gasta três vezes mais que o de temporada e injeta recursos consideráveis para o município, direta e indiretamente. O sucesso de um evento irá trazer outros, caso contrário quem perde é própria cidade e o Estado de Santa Catarina”, afirma o presidente da ABEOC-SC, Marco Aurélio Floriani.
Joinville tem hoje uma capacidade para hospedar aproximadamente 4 mil pessoas, são exatos 4.388 leitos, sendo 22 destas unidades adaptadas para pessoas com necessidades especiais. No que refere aos espaços para realização dos eventos, ultrapassam a casa de 20 mil lugares. E a rede gastronômica do município, um dos seus pontos mais fortes da cidade, tem capacidade para atender 6.160 pessoas por dia.
O estudo levantou ainda informações referentes a segurança, saúde, serviços e transporte entre outros itens. Segundo a Organização Mundial do Turismo (OMT), um evento internacional pode demandar serviços de mais de 50 segmentos da economia, como transporte, hospedagem, lazer, alimentação, comércio e demais serviços especializados que um evento pode demandar ou oferecer.
A Presidente da ABEOC Nacional Anita Pires abordou em sua palestra o panorama brasileiro do turismo de eventos. “O crescimento apontado pelo ICCA indica que o país está se qualificando para receber eventos internacionais. O ápice desse processo de captação de eventos internacionais se deu com a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, entre outros eventos que colocam o Brasil em destaque no cenário mundial e abrem grandes perspectivas para o desenvolvimento do turismo brasileiro”, afirma.
O inventário também será apresentado nas cidades de Blumenau (24/05), Florianópolis (14/06) e Chapecó (28/06).

[pdf issuu_pdf_id=”120518212234-956746dd64714465879faef059e58c9d” layout=”2″ width=”600″ height=”480″ bgcolor=”FFFFFF” allow_full_screen_=”1″ flip_timelaps=”6000″ ]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *