Legado das olimpíadas de Sydney será um dos temas do Seminário Turismo e Negócios

[Por Revista Hotéis, 04/04/2012]
As experiências e o legado dos Jogos Olímpicos de Sydney serão trazidos para o Brasil durante o “Seminário de Turismo e Negócios – o poder dos eventos globais”, promovido pela Fbha – Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação, com organização da XYZ Live e curadoria de Jeanine Pires, no próximo dia 9 de abril, no Centro de convenções da Fecomércio, situado na capital paulista. Durante o evento, o ex-Diretor geral do Tourism Australia, órgão oficial de turismo australiano, e atual Diretor da KPMG, Geoff Buckley, ministrará o painel ‘legado’ curiosidades, estratégias e resultados experimentados pelo país com a execução das Olimpíadas para que o empresariado e o turismo brasileiros possam extrair seus próprios objetivos e táticas para explorar os próximos megaeventos esportivos.
O Presidente da Fbha, Alexandre Sampaio, ressalta: “Apesar das muitas diferenças, a Austrália tem similaridades com o Brasil, como a distância com o mercado Europeu”. De acordo com o Destination New South Wales, Sydney recebeu em 2010 aproximadamente 7,2 milhões de visitantes nacionais, que passaram cerca de 20,3 milhões de noites na cidade. As visitas internacionais alcançaram 2,7 milhões de turistas. No Rio de Janeiro, a próxima capital olímpica, ainda com potencial em desenvolvimento, o Ministério do Turismo registrou 1,6 milhões de visitantes estrangeiros no mesmo ano.
Sydney incrementou sua capacidade de hospedagem em 30% para os Jogos Olímpicos e ofereceu 33,171 quartos durante o evento, incluindo todos os tipos de acomodações. A cidade recorreu a 15 navios e o Comitê Olímpico lançou o RAP – Residential Accommodation Program (Programa de Acomodação Residencial), que trouxe mais 20 mil leitos em residências privadas. Entre 14 de setembro e 1º de outubro, 110 mil visitantes estrangeiros circularam pela capital.
Para Sampaio, a capital fluminense também estará pronta em termos de hospedagem, visando os jogos de 2016. “A capital tem previsão de inauguração de pelo menos 15 hotéis até a Copa do Mundo e, se houver necessidade, recorrer a cidades satélites, como Petrópolis, Itaipava e Angra dos Reis, é recorrente em muitos megaeventos”, finaliza o executivo.
O painel, terá como moderador o Diretor executivo do SPCVB – São Paulo Convention & Visitors Bureau, Toni Sando, além do Diretor Superintendente do Sebrae/SP – Bruno Caetano; da Professora do curso do bacharelado e lazer da USP, Mariana Aldrigui e o Diretor geral da Enter-Entertainment Experience, Caio Luiz de Carvalho, como debatedores.
Acompanhe a programação do evento, através do site: www.seminarioturismoenegocios.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *