Carnaval gerou R$ 773,6 milhões para economia de Pernambuco

[Por Brasilturis, 08/03/2012]
O carnaval de Pernambuco recebeu 1.140.342 pessoas. Além de brincar nas 20 cidades polo do Estado, os visitantes injetaram R$ 773,6 milhões na economia pernambucana. Um crescimento de 35% em relação ao ano passado, quando a receita turística foi de R$ 570 milhões. Os números foram levantados pela Secretaria de Turismo de Pernambuco, por meio da Empetur, em pesquisa realizada nas principais cidades polo do Estado.
A pesquisa revela ainda o perfil dos foliões: em média, ele permaneceu sete dias no Estado, gastando por dia R$ 155,79, um acréscimo de 17,14% comparado a 2011, quando o gasto foi de R$ 133,00. “Quando analisamos o perfil do turista hospedado em hotéis, os números são bem superiores. Os hotéis registraram uma taxa de ocupação de 91% com gasto médio individual diário de R$ 301,80, o que significa um crescimento de 12,75% em relação ao ano passado, quando o gasto médio foi de R$ 267,68”, explica o secretário de Turismo de Pernambuco, Alberto Feitosa.
34% dos turistas nacionais residem nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, mas o Nordeste continua sendo o principal emissor de visitantes com 46,7% dos turistas nacionais. No âmbito internacional, os principais emissores são Argentina (12,67%), Alemanha (12%), França (10,67%) e Estados Unidos (10,67%).
O carnaval de Pernambuco foi aprovado por 96% dos entrevistados, com destaque para as agremiações carnavalescas (96,77%) e shows artísticos (93,76%). Os dados revelaram também que 85% dos turistas manifestaram interesse em brincar outros carnavais no Estado e que 96% recomendariam a folia pernambucana para outras pessoas.
A pesquisa do Carnaval 2012 foi realizada pela Unidade de Gestão da Informação da Empetur, que realizou uma pesquisa entre os dias 17 e 26 de fevereiro, entrevistando mais de 100 mil foliões no Aeroporto do Recife, Terminal Integrado de Passageiros (TIP), em 13 cidades polos e nos postos da polícia rodoviária nas rodovias BR 232, BR 101-Norte, BR 101 e PE 060. Além da pesquisa presencial, a Empetur também fez um levantamento em toda a rede hoteleira pernambucana pelo telefone. A metodologia utilizada pela Empetur é aceita pela Organização Mundial do Turismo (OMT) e leva em consideração os dados coletados nas duas sondagens para projetar os números globais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *