Votação da Lei Geral da Copa fica para depois do carnaval

[Por G1, 14/02/2012]
Por divergências em torno de pontos polêmicos do texto, a Comissão Especial da Câmara dos Deputados adiou nesta terça-feira (14) para depois carnaval a votação do projeto que cria a Lei Geral da Copa.
Ainda não há acordo sobre a previsão de meia-entrada para idosos e venda de bebidas alcoólicas nos estádios. Nesta segunda (13) o relator da matéria, deputado Vicente Cândido (PT-SP), enviou por e-mail a deputados uma nova versão do parecer que será apresentado na comissão.
O texto não anula artigo da lei federal que prevê meia-entrada para idosos em eventos esportivos e ainda inclui maiores de 66 anos na categoria de ingressos populares, que devem custar cerca de US$ 25. Desse modo, os idosos poderiam comprar ingressos pela metade do preço em qualquer categoria, inclusive na de entradas populares, pagando US$ 12,50.
Serão colocados a venda 300 mil ingressos para a chamada “categoria 4”, que, pelo novo parecer do relator, inclui idosos, estudantes, participantes de programa federal de transferência de renda e possuidores de arma de fogo que aderirem a campanhas pelo desarmamento.
O relatório também inclui indígenas na lista de beneficiários de ingressos baratos, mas este ponto deve ser alterado. Outros artigos do texto devem sofrer modificações até a votação na Comissão Especial.
Bebidas
A versão mais recente do relatório do deputado Vicente Cândido também prevê venda de bebidas alcóolicas nos estádios durante os jogos da Copa do Mundo. O texto não estende a liberação para outros campeonatos.
O Estatuto do Torcedor veta a presença nos estádios de “bebidas ou substâncias proibidas ou suscetíveis de gerar ou possibilitar a prática de atos de violência”.
O novo parecer de Vicente Cândido diz que a “venda e o consumo de bebibas, em especial as alcoólicas, nos locais de oficiais de competição, são admitidos desde que o produto esteja acondicionado em copos de plástico, vedado o uso de qualquer outro tipo de embalagem.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *