Receitas de viagens corporativas no Brasil devem crescer 14,7% em 2012

[Por Business Travel, 07/02/2012]
O estudo que divulgou ontem no LACTE os dados do IEVC – Indicadores Econômicos das Viagens Corporativas de 2011, também incluiu uma projeção de crescimento do IEVC para 2012. A estimativa é de um crescimento de 14,73% para o IEVC tradicional, que elevaria as receitas do setor para R$ 28,8 bilhões, e de crescimento de 13,49% do IEVC ampliado, elevando as receitas das viagens de negócios para R$ 32,4 bilhões. A projeção para 2012 também inclui, pelo IEVC ampliado, a geração de 703 mil empregos, diretos e indiretos. A expectativa é baseada na continuidade da política de incentivo do governo ao consumo, como a queda da taxa Selic, e a ampliação do crédito ao consumidor, induzindo a manutenção do nível do consumo interno e a consequente geração de emprego e renda.
“As perspectivas para 2012 são positivas para toda a cadeia do trade corporativo brasileiro”, enfatiza o professor doutor Hildemar Brasil, do Instituto de Hospitalidade, Lazer e Turismo, que coordenou a pesquisa. Segundo ele, as perspectivas de médio prazo continuam positivas e devem ser impulsionadas pela realização da Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016, “que já estão provocando aquecimento na cadeia das viagens corporativas”. O professor diz ainda que “há demanda reprimida nos setores básicos das viagens corporativas, o que nos faz esperar um crescimento do setor de 25% em 2014”. Hildemar Brasil ressalta que a Copa e as Olimpíadas também são considerados eventos corporativos já que grande parte dos ingressos é paga por empresas (CNPJ’s).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *