Calendário de grandes feiras em 2012 será o mais robusto da história

[Por Skal, 13/02/2012]
Milhares de empresas desses e de outros pólos produtores nacionais já descobriram as feiras de negócios como grandes ferramentas para apresentar, de uma só vez, suas linhas de produtos para um grande número de compradores do Brasil e do exterior.
Sabendo disso, ano a ano, a UBRAFE – União Brasileira dos Promotores de Feiras – traça os contornos da atividade de promoção comercial brasileira, permitindo com que milhares de empresas programem seus investimentos e ações de marketing.
A 23ª edição do calendário UBRAFE “Principais Feiras de Negócios do Brasil” apresenta a programação de grandes feiras de negócios agendadas para 2012 no Brasil, dedicadas a mais de 30 macro-segmentos econômicos: do agronegócio à beleza, da indústria de brinquedos à automobilística, do segmento de construção ao turismo, da moda à tecnologia de informação.
Para este ano, o destaque do Calendário, considerado a maior referência de promoção comercial para empresas de todos os portes, fica por conta da estimativa de crescimento de 11,6% do setor, que terá 201 grandes feiras de negócios no País, ante 180 em 2011, número recorde desde o início da contagem, em 1992.
Outro avanço será no universo de expositores. Já está confirmada a participação de 50.000 empresas (8.000 são estrangeiras) de todos os portes, ante 43.000 em 2011, revelando um incremento de 16,2%.
Já a área locada de pavilhões e centros de exposição aumentará 6,25% neste ano, de 3.200.000 m² em 2011 para 3.400.000 m² em 2012, em 23 cidades do país. A expectativa da UBRAFE é de que cerca de 5.400.000 visitantes profissionais passem pelas 201 principais feiras de negócios do Brasil – em 2011, foram registradas 4.650.000 pessoas nas 180 maiores feiras brasileiras.
Cada grande feira de negócios é importante para o seu segmento econômico, já que aproxima o setor produtivo de seus respectivos canais de distribuição. O Calendário das 201 principais feiras brasileiras está integrado à economia do país e impulsiona decisivamente os negócios de diversos setores, além do turismo corporativo que movimenta a rede de serviços das cidades. No setor de promoção comercial, as feiras de negócios são importante ferramenta de mídia presencial, utilizada nas altas e baixas de mercado.
Veja, abaixo, a evolução do setor de grandes feiras de negócios do Brasil:
ANO Nº DE FEIRAS VISITANTES ÁREA LOCADA(M2)
1992 38 7.500 500.000 ——–
2009 172 35.000 4.600.000 2.500.000
2010 172 38.000 4.650.000 2.600.000
2011 180 43.000 4.650.000 3.200.000
2012 201* 50.000* 5.400.000* 3.400.000*
* Previsão da UBRAFE
Além de movimentar os segmentos econômicos e colaborar para o desenvolvimento da indústria e dos canais de relacionamento entre o setor produtivo e o de distribuição, as feiras deste ano também vão gerar muitos negócios, renda e empregos para milhares de empresas e profissionais que atuam na prestação de serviços dentro e fora dos pavilhões.
Em função do crescimento da agenda nacional de feiras, desenvolveu-se no país na última década um efervescente mercado de empresas prestadores de serviços especializados em feiras de negócios. Essas empresas prestadoras de serviços para feiras movimentam hoje no país cerca de R$ 3,5 bilhões por ano nas diversas atividades de viabilização e operação das feiras de negócios, como a locação de área para exposições, a montagem dos estandes, a instalação de infra-estrutura nos pavilhões e o transporte dos equipamentos de exposição, além de dezenas de atividades de prestação de serviços para os participantes das feiras antes, durante e depois dos eventos, dentro e fora dos pavilhões.
Armando Campos Mello, presidente executivo da UBRAFE – União Brasileira dos Promotores de Feiras.

1 thought on “Calendário de grandes feiras em 2012 será o mais robusto da história”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *