CVB Campos do Jordão no turismo de eventos

[Por Brasilturis, 18/12/2011]
Já com destacada atuação em Visitors, com a implementação do Destino Circuito Mantiqueira, entre outras ações, o CVB Campos do Jordão, agora explora o segmento Convention, com foco no crescente mercado do turismo de eventos. Para tanto a instituição aposta na criação de um pacote de facilidades, que além da Mesa de Hospitalidade, reúne mais 15 serviços diferenciados, para atrair e facilitar o trabalho do promotor/organizador na realização do evento.
O CVB Campos do Jordão tem apostado em inserir a cidade de Campos do Jordão, no interior paulista, na rota de importantes congressos e eventos profissionais. Essa postura foi adotada em 2007, quando o órgão optou por uma linha de ação focada no mercado profissional buscando eventos coerentes ao perfil do destino, criando ferramentas e serviços diferenciados. O órgão se profissionalizou com uma atuação específica para Convention e Visitors.
Em Visitors ,a entidade apostou na implementação do Destino Circuito Mantiqueira, formado pelas cidades de Campos do Jordão, Monteiro Lobato, Pindamonhangada, Piquete, Santo Antonio do Pinhal, São Bento do Sapucaí e São Francisco Xavier (distrito de São José dos Campos), todas com vocação no turismo de lazer e situadas na Serra da Mantiqueira Paulista. “Esta ação nos conduziu à um frutífero processo de profissionalização da cadeia produtiva turística.O Convention Bureau, com o apoio do Sebrae-SP e as Secretarias de Turismo das 7 localidades, conduziu este processo nos últimos 6 anos, e já estamos colhendo bons frutos, porém, ainda há muito o que evoluir”, analisa o presidente do CVB Campos do Jordão, o empresário Silvio da Matta.
“Hoje, nós funcionamos como um suporte avançado para o organizador de eventos. Tudo o que ele precisa, basta ligar que é equacionado de imediato, de forma que fique compatível as necessidades de logística e budget que seu evento precisa”, argumenta a gestora Executiva da entidade, Roselaine Dantas. “Nossa principal missão, é conhecermos, estudarmos e desenvolvermos as melhores estratégias de operação e gestão de nossa cadeia produtiva, pois desta forma estaremos aptos a receber os mais variados perfis de eventos, e ter a condição de negociar as melhores tarifas e condições que caibam no orçamento do promotor”, observa ainda Roselaine.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *