Com secretários, ministro coloca otimismo total na Rota das Emoções

[Por Brasilturis, 06/11/2011]
O fortalecimento da Rota das Emoções com o roteiro Jericoacora-CE, Delta do Parnaíba-PI e Lençóis Maranhenses-MA, ganhou um apoio decisivo durante a visita e pronunciamentos do ministro Gastão Vieira, ao se reunir com os secretários de turismo dos tres estados. O ministro afirmou que este programa turístico é importantíssimo no desenvolvimento para o destino de toda a região e soube que o Maranhão está voltando à unidade de gestão.
“Precisamos apostar em sustentabilidade, acessibilidade, infraestrutura e prestação de serviços. O turista pode atravessar o Delta do Parnaíba, os Lençóis Maranhenses e o Parque Nacional de Jericoacoara, estendendo sua visita ao país e gastando mais. Mas para isso este turista exige boas acomodações, bom transporte e bons serviços. E é nisto que estamos trabalhando”, afirmou o ministro.
A importante informação, surgiu do secretário do Piaui. Silvio Leite garantiu que haverá uma reunião entre os três governadores (PI, CE e MA), para discutir o retorno do Maranhão a Rota das Emoções. “O Estado do Maranhão está afastado da Rota das Emoçóes desde de quando a Governadora Roseana assumiu o Estado, na época ela discordou da modelo de gestão compartilhada da Rota e pediu um revisão. Agora , o secretário de turismo do Maranhão, Jurandir Lago, já informou que o Maranhão vai retomar o consórcio”, disse.
Para o secretário, a nova proposta de gestão da Agência de Desenvolvimento Regional Sustentável (ADRS) – responsável pelo fortalecimento da Rota – deverá aplicar este dinamismo endossado pelo ministro. “A idéia é ampliar a parceria com mais entidades de classes, que possam contribuir com o trabalho da Instituição como ocorre com o Sebrae. A Federação das Indústrias do Piauí (Fiepi), e também o Fecomércio, podem dar uma grande contribuição para as ações da ADRS, e seriam entidades parceiras e membros da agência”, disse.

1 thought on “Com secretários, ministro coloca otimismo total na Rota das Emoções”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *