Turismo nos países emergentes deve superar dos países ricos, aponta OMT

[Por Brasil Network, 11/10/2011]
Em cerca de cinco anos, o número de chegadas de turistas internacionais a países emergentes deve superar o de países ricos. A projeção faz parte de estudo divulgado hoje pela Organização Mundial do Turismo (OMT), com previsões de panorama para o setor até 2030.
Segundo o documento, as Américas devem continuar como terceiro maior receptivo de turistas – atrás de Europa e Ásia. Mas com um crescimento acentuado do receptivo na América do Sul.
No subcontinente, o volume deve mais que dobrar: de 24 para 56 milhões de chegadas de turistas. Nas últimas décadas, o setor já cresceu bastante na América do Sul, saindo de 12 milhões, em 1995.
“São projeções que confirmam o acerto de nossa estratégia de, sem perder força de divulgação na Europa e América do Norte, aumentar o peso da promoção na América do Sul”, avalia o presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Flávio Dino.
Na projeção da OMT, a principal característica do setor no mundo deve se manter nos próximos 20 anos: o turismo intrarregional. O turismo dentro do próprio continente deve continuar responsável por 80% dos deslocamentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *