Indústria hoteleira discute futuro dos negócios

[Por BRASILTURIS JORNAL, 04/10/2011]
A proximidade dos grandes eventos esportivos, a Copa do Mundo, em 2014, e as Olimpíadas, em 2016, criam infinitas oportunidades de negócios para a hotelaria brasileira, e ainda enormes desafios, o que se tornou objeto de discussão no Conotel 2011 – 53º Congresso Nacional de Nacional de Hotéis, que acontecerá nos dias 8, 9 e 10 de novembro.
O cenário nunca esteve tão favorável ao crescimento do setor hoteleiro no Brasil, ante a realização de dois megaeventos que deverão, pelo menos, multiplicar por dois a demanda nos próximos cinco anos. Mas, se isso gera negócios, lança, também, enormes desafios, em termos que qualidade e, consequentemente da imagem do setor nos mercados internacionais. Assim é que se justifica a escolha do tema central do Conotel 2011: “Hora H: O Momento da Hotelaria Brasileira”.
“O que, afinal, os meios de hospedagem devem fazer para atender às cerca de 50 milhões de pessoas que se somaram à base de consumidores, por conta da recuperação da economia do País, nos últimos dois anos? Como, afinal, enfrentar a superdemanda gerada pelos megaeventos esportivos? É preciso estudar cada lance, cada tacada, para não perdermos ponto”, analisa o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, Enrico Fermi. A importância do momento, segundo ele, justifica o fato de o Conotel 2011 estar convidando, para o debate, alguns dos mais importantes conferencistas, nacionais e internacionais, capazes de identificar oportunidades e propor avanços no processo de gestão dos meios de hospedagem.
O evento prevê a realização de atividades paralelas, tais como o ciclo de workshops, sessões técnicas, cursos e rodada de negócios, promovidas, em conjunto, pelas entidades apoiadoras do evento e instituições de ensino. Nesta edição, a programação prevê, ainda, passeios turísticos e visitas técnicas, com destaque especial para a Noite da Hotelaria, na qual o desafio é superar os momentos inesquecíveis das últimas edições do evento.
A grande novidade, no Conotel 2011, é a volta do evento para São Paulo, o que Fermi explica pela necessidade de buscar maior aproximação estratégica com as principais lideranças do maior centro econômico do país, além de possibilitar a presença dos mais representativos executivos e dirigentes da hotelaria nacional.